Tuesday, May 13, 2014

[Reviews] The Vampire Diaries - 5.20/21: What Lies Beneath/ Promised Land


Estamos todos assustados com a falta de qualidade desses episódios de TVD

Por três temporadas TVD foi uma série de criaturas sobrenaturais, com um pano de fundo romântico e um pouco cafajeste. Infelizmente as duas últimas temporadas se esqueceram do que era primeiro plano e o que era figuração e trouxeram toda a sorte de drama amoroso para destaque. E é exatamente nesse quesito que a série infelizmente está afundando. 

E todas essas características ficam mais evidentes quando acompanhamos esses dois episódios que precedem o final da temporada. Observar Tyler se transformando novamente em um lobisomem não é apenas algo a comemorar, é para frisar bem que ainda existem esperanças pra a série. Ela pode voltar a suas origens, ela pode se tornar aquilo que um dia já foi, uma série baseada em cenas tensas, mais sombria e com menos drama, apesar de existente.

O espírito zombeteiro do Enzo é algo um pouco irritante. Compreendo que o vampiro tenha cometido suicídio enquanto sua humanidade estava desligada, mas ainda tenho um problema gigantesco com todo esse plot. Se o cara está com a humanidade desligada e aparentemente não se preocupa com nada, nem ninguém, por que raios ele iria cometer suicídio para afetar diretamente a relação entre os irmãos Salvatore? Não tem nexo. Mas vamos desprezar isso e avançar para o tempo presente do episódio. Ele mantém sua postura pós morte e continua tentando dar cabo dos irmãos, já que seu plano inicial de afastá-los caiu por terra, graças ao grande avanço de personalidade do Damon, o Stefan permanece um banana. 

E qual a surpresa ao descobrir que agora todo mundo quer voltar do mundo dos mortos? A banalização desse artifício na série está gritante e desprezível. Qual a emoção na morte se ela não é definitiva e todo mundo sabe que hora ou outra os personagens que morreram vão voltar? Bom, ainda existem esperanças, tudo depende de como a série irá lidar com isso. Logo, Stefan morrer foi um susto apenas para a Caroline.

Agora, falando sobre Promised Land e a morte de Stefan, não dá tempo de deixar as coisas diminuírem. O impacto existente na vida dos nossos protagonistas atinge a potencialização da negação nesse episódio que prepara o terreno para o season finale. 

A farra do boi fica mais intensa quando todo mundo quer usar a Bonnie para atravessar para o lado dos vivos novamente. Se não fosse pela adição do Enzo e dos gêmeos eu diria que nada na série mudou e tudo continua mais do mesmo. A reciclagem de plots e tramas não tem fim e tudo o que aconteceu soou muito familiar. 

Mesmo dando um ar novo para a série, os próprios irmãos são baseados em uma maré de inconstâncias tão grande que eu me irrito com os dois mais do que com os personagens que sempre me irritaram, como Bonnie, Matt e Tyler. Pasmem, Matt não me irrita tem um bom tempo. Eles passam de bruxos poderosos para indefesos, de independentes para servos do Coven, de amigos para inimigos em um estalar de dedos. Se a moral era criar dois personagens que fossem tão voláteis quanto a qualidade do texto da série, parabéns, missão cumprida. 

Mas isso foi apenas TVD fazendo dos seus três últimos episódios tão relevantes quanto a temporada inteira. Quem ainda se lembra da Tessa? Ninguém mais nem menciona a bruxa. É como se tudo o que passamos até agora fosse apagado e permanecido apenas a trama relevante, dos viajantes, que só é relevante por causa da presença não marcante de seu vilão, já que eu ainda não compro essa de que a motivação central deles era apenas morar todo mundo no mesmo lugar, banindo a magia. Tudo bem, ainda existe um season finale e esses, a série sempre soube fazer.

Share:

Disqus for O Mundo das Séries

BTemplates.com

Labels

Blog Archive