Tuesday, April 22, 2014

[Reviews] Arrow - 2.19: The Man Under The Hood

Depois de um episódio explosivo como o 2.18, Arrow entrega um capitulo mais ameno, mas que ainda sim mantém o alto nível da série. Sem tempo para criar distrações procedurais, como costumam acontecer em muitas séries em sua reta final, os roteiristas reservam o episódio para aprofundar a trama de Slade e jogar luz para alguns elementos da narrativa.


 ‘The Man Under The Hood’ de certa forma humaniza Oliver Queen que não consegue conciliar muito bem sua vida de herói e conflitos pessoais, algo que o fragiliza ao mesmo tempo em que o reafirma como um personagem forte em suas convicções. De certo modo foi Oliver quem criou Slade, portanto é apropriado que nos flashback tenhamos a oportunidade de verificar como ele se tornou o homem que vimos no inicio da série. Esta frieza contraposta com o que personagem é atualmente evidencia seu desenvolvimento de forma mais explicita, o que é curioso.
Oliver comete sucessivos erros na sua jornada e é constantemente punido por isso. Perdeu sua fortuna e a confiança de sua família, logo é tocante vermos a empatia demonstrada pelo Detetive Lance, que certamente é influenciado pelos sentimentos em relação a sua filha, mas entende as provações pelas quais o homem debaixo do capuz precisa enfrentar devido as suas ações. Laurel por outro lado é movida unicamente pela sua personalidade explosiva, que certamente é sua força, mas que em breve deve colocá-la em situações de risco.

O episódio também resgatou um pouco dos elementos de ficção cientifica, contudo, eles não se agregaram tão organicamente ao episódio como ocorreu em ‘The Scientist’. Cisco e Caitlin personagens do spin off de Flash pareceram meio deslocados no episódio, um pouco destoados. Por um lado, eles dão uma previa do tom que teremos em ‘The Flash’, o que é interessante, mas talvez devessem ter surgido em um ponto mais cedo na trama, aqui tudo pareceu desarticulado.
Mas nada que no fim prejudique gravemente o episódio. O time de Oliver demonstrou sinais de luta, contudo Deathstroke continua se mostrando superior e agora com um exercito a situação de agrava. A cura para o Mirakuru pode parecer uma saída conveniente demais nesta altura, ainda sim acredito que a situação não será resolvida tão facilmente quanto pode parecer.
Foi um episódio forte também para personagens menores e Thea e Isabel tiveram seus momentos de destaque. Há muita coisa acontecendo, contudo o roteiro continua coerente na medida em que a historia avança e os plots menores não são meras distrações ou mal desenvolvidos, ao contrario, essas tramas pessoais enriquecem a séries tornando-a mais crível.
Com quatro episódios restantes para o fim da temporada, Arrow cresce promete entregar episódios turbulentos nas próximas semanas, com a promessa de um grande embate final entre Oliver e Slade. Impossível não ficar ansioso por isso.
Share:

Disqus for O Mundo das Séries

BTemplates.com

Labels

Blog Archive