Tuesday, June 17, 2014

[Flashback] Charmed - 1.03: Thank You For not Morphing


Meninas, o papai chegou...


Eis que chegamos ao primeiro erro da série, seu primeiro deslize, trazer tão cedo o pai das irmãs e lidar com o assunto do abandono enquanto ainda estamos nos acostumando com a dinâmica das três. Infelizmente não gostei muito desse episódio, que apesar de ter cooperado muito para a mitologia da série (com um pequeno erro), deixou a relação entre as três irmãs e seu pai um pouco banal demais para meu gosto.

Quando pensamos no relacionamento entre três irmãs, três mulheres, que dividem poderes e traços característicos de personalidade, ainda mantendo individualidade, o ideal é explorar cada uma delas antes de jogar esse tipo de bomba em cima de nós. E explico o motivo da minha visão quanto a esse assunto. Nós vemos lá no começo do piloto que a Phoebe foi atrás de seu pai e que Prue já deixa bem claro, "ele morreu", para ela. Sendo assim, esse pequeno detalhe já é visível para nós, mas ainda não completamente já que toda a natureza das mulheres ainda está em desenvolvimento no nosso imaginário.

Por isso, tudo ficou um pouco banal demais. Primeiro, papai é malvado e quer roubar nosso livro, vamos matá-lo? Depois, todo mundo se abraça e é como se nada tivesse acontecido. Ainda mais somando a fato de que os três vilões, que deveriam ser a contraposição direta as irmãs, simplesmente não funcionam. A caracterização dos três é boba e fraca. Porta abrindo, livro caído na soleira, brigas fúteis, isso eu aceito, agora limitar a presença dos pais em cima disso foi fraco. 

Sabe, ainda estamos tentando nos relacionar melhor com as irmãs e quando imaginamos a entrada do pai, o correto seria um episódio emocional, uma real necessidade da presença. Aqui simplesmente ficou jogado ao vento. Tudo ficou muito simples e convenhamos, a vida dificilmente é assim. 

Isso sem contar que nesse episódio temos o primeiro erro mitológico da série. Os vilões aqui, carregam o livro até a porta, mas não conseguem sair com ele. Futuramente a série delimita que esses seres malignos não podem nem ao menos tocar no livro. 

Sendo assim, a própria fala "eu não sinto falta do papai, eu sinto falta do papai que não tivemos" já exemplifica que toda a carga emocional que esse episódio precisava ter, não existiu totalmente porque ainda não eramos familiares com essa família. Geralmente, esses acontecimentos ocorrem depois de algum tempo, quando personalidades já estão firmadas e o espaço para assuntos tão delicados já está mais amadurecido. 

Share:

Disqus for O Mundo das Séries

BTemplates.com

Labels