Sunday, March 23, 2014

[Reviews] RuPaul's Drag Race - 6.03/04: Scream Queens/ Shade: The Rusical


Sabe essas duas ai? Bom, eu quero as duas no TOP 3 AGORA!


Foram dois episódios ótimos, com dois desafios que souberam expor todo o potencial da leva season 6 de future queens to beat. E eu estou amando!

A começar pelo desafio de interpretação, que é aquele que consegue separar bem maquiagem dior da maquiagem avon. A série foi inteligente e pegou ainda a música utilizada na temporada anterior, cantada ao melhor estilo 'We are the world" em que todo o recalque de Detox e Roxxxy gritou pelas paredes, nesse só tivemos um pouco de afiação de garras entre Trinity e Bianca. 

Já no episódio centrado na interpretação, vimos que toda a carisma que Adore pensa que tem, na verdade não serviu para absolutamente nada. E posso confessar? A voz dela me estressa tanto quanto a da Laganja, que por enquanto só tem se destacado pela chatice, uma pena que isso não seja motivo de eliminação. Para mim, porém, esse filminho ainda não conseguiu bater o From Earth to Uranos, e nunca conseguirá. 

Vamos então as considerações das participantes nos dois episódios:

Adore DeLano



Vejam comigo, todas as vezes que a Adore abrir a boca para dizer que é de Libra, bata a cabeça na parede. Por que a única coisa que a queen provou ter é uma personalidade bem forte. Tirando isso, nem mesmo voz ela conseguiu passar com segurança. Adore é imatura ao extremo e pensa que consegue manter o foco quando o quesito profissionalismo bate. Porém, ela está na série de passagem e escutem o que eu digo, não conseguirá demonstrar muitas qualidades até o final da temporada, a não ser que a edição decida a valorizar o tanto quanto ela ainda destruindo a Laganja. 

A única coisa boa que ela conseguiu fazer foi não destruir completamente o segundo ato do Rusical. Mesmo que para isso tenhamos passado o episódio inteiro sem nenhum conflito entre ela e a Courtney, que era o que todo mundo estava esperando. 

Gia Gunn



Olha, ela pode ser irritante e insuportável, mas é a que eu mais amo nessa edição. De sua falta de inteligência a sua cara de perdida, Gia me conquistou. Fez bem o seu papel no filme e também no musical, mas não se destacou. Porém, agradeço por a terem escalado para essa temporada, por que é graças a Gia que eu morro de rir. As caras e bocas então? Impagáveis! Vou lançar uma campanha #FicaGIA 

Só um pequeno comentário: Apesar de ser engraçada por ser burra, no untucked ela se provou ser completamente ignorante por ser burra, uma pena. #SaiGIA

Essa cena me fez rolar de tanto rir
Joslyn Fox



Por um tempo eu pensei que ela teria sido chamada só para ser eliminada, mas sua participação nos dois vídeos foi muito boa. Enquanto no musical ela só coadjuvou, no filme ela mostrou um pouco mais de graça e personalidade. Joslyn, você cresceu no meu coração. GASP! 

Trinity K. 


Toda temporada tem a queen que não consegue olhar para a camera quando está falando e toda temporada tem a queen que não sabe cantar, dançar e atuar e diz: Eu dublo, não preciso cantar pra ser drag. Pois muito que bem, Trinity é as duas em uma só. E eu já cansei. É tipo a Tyra, querendo ser a Beyonce.


Laganja



Realmente, a edição está fazendo o possível para detestarmos a Laganja. Não fez nada que a desse destaque nos dois episódios, então o que eles fizeram? Deram para ela o destaque no untucked, minha filha. Abra suas asas e voe pra bem longe dessa edição. Se a Shangela me irritou um pouco com sua constante vitimização, Laganja foi além e me irrita só de abrir a boca. Tchau fia, cansei.

Milk


Ninguém consegue entender a Milk, mas eu que assisti Funny Girl sei muito bem que essa fantasia de grávida remete diretamente ao filme da Barbra Streisand. Por isso, aquele que levantar para dizer que achou feio e cafona, pode tocar aqui que eu concordo. Mas ninguém pode limitar a drag que ela faz por ser um pouco além do normal. Milk, você mora no meu coração, em um espaço destinado ao que é estranho, mas mora.

Ben de La Creme & Courtney Act



Vou colocar os dois no mesmo mix, por que para mim são o que já de melhor e mais bem executado nessa temporada. A edição os favorece e eu também os aprovo. Ben foi além do esperado e passou do campy ao glamour. Courtney também foi além do esperado e passou do sexy fishy para o campy e nice. Ou seja, os dois são a mesma coisa com roupagem diferente. Quero mais, mais e mais dos dois e já canto a bola, serão top 3.

Bianca


Fazia tempo que eu não me divertia e admirava tanto uma drag queen, e nem estou falando da Beyonce ai da foto. Bianca del Rio é engraçada, rápida e talentosa. Infelizmente é muito ácida e isso acaba a fazendo ter constantes problemas com algumas das participantes, sendo Trinity a da vez. Isso pode cansar a imagem dela e a edição acabar a pintando como vilã. 

Vivacious e April Carrion



As duas eliminadas. A constante prova de que RuPaul's Drag Race não saberá incluir uma drag das antigas e uma porto riquenha que realmente possam fazer algo de relevante para a edição (excluindo Yara e Alexis). Uma pena, por que esse bottom two não poderia ser de mais ninguém mesmo. As duas precisavam sair e eu sinto por não ter visto mais do que elas poderiam oferecer. Se bem que, Vivacious já tinha assinado o espelho lá no primeiro episódio, quando apareceu com a Ornacia. Ainda dá tempo de trazer só a Ornacia de volta? 

Ps. Não esqueci da Darriene, é que não achei nada de legal para escrever aqui e mesmo ela tendo ganhado o prêmio com a performance da cabeça eu ainda a acho blé, sem sal nenhum. 


Share:

Disqus for O Mundo das Séries

BTemplates.com

Labels

Blog Archive