Friday, March 7, 2014

[Reviews] Nashville – 2.15 They Don’t Make ‘Em Like My Daddy Anymore


Brilho e Escuridão

Contém Spoilers!

Este foi sem dúvida um dos episódios mais interessantes desta temporada. Alguns personagens não fizeram parte e sinceramente não fizeram falta, a ausência deles aumentou o espaço reservado para o desenvolvimento de algo mais importante, como os conflitos de alguns personagens e ascensão de outros. O lado obscuro de Teddy, a raiva contida de Rayna, a inveja reprimida de Scarlett contrastaram com o frescor de sentir alegria em momentos simples e verdadeiros exemplificados aqui por Deacon, Avery, Gunnar, Zoey e até mesmo Juliette, que neste episódio conseguiu uma trégua das trevas.

O suspense do destino de Lamar no último episódio foi solucionado logo de início. Nashville não poupa personagens e se a morte de Peggy nos surpreendeu, o que dizer da morte de Lamar. Foi-se o “vilão” de Nashville e a repercussão de sua morte nos revelou o lado mais sombrio de Rayna e Teddy. A reação de Rayna a humanizou, magoada com as últimas revelações familiares, foi interessante vê-la processar a sua maneira a morte do pai. Sua aparente força e frieza mantidas durante todo episódio culminou em uma explosão de sentimentos e fazê-la entrar em contato com seus piores sentimentos e extravasá-los fisicamente em uma explosão de raiva, foi sem dúvida necessária para a personagem, principalmente neste momento. O manto da perfeição caiu e Rayna pode mostrar seu lado humano e imperfeito. Sua fraqueza, seu descontrole e seu ressentimento a humanizaram que a meu ver foi benéfico para a personagem, que sempre foi apresentada com uma postura sempre correta, sempre endeusada e praticamente uma santa.

Scarlett cada vez mais se afunda no abismo de sua escolha. O glamour definitivamente não lhe pertence e muito menos a pressão de ser a salvadora do selo de Rayna. Seu descontentamento vem sido demonstrado nos últimos episódios e a personagem tem se tornado cada vez mais sombria a apagada. Observando a alegria e a simplicidade de seu antigo mundo, ficou claro o arrependimento em entrar para este novo mundo. Scarlett sempre foi a menininha docinha que escrevia poemas em seu diário. Foi engolida pelo sistema que todos querem entrar e ao invés de se jogar, sofre episódio após episódio. Pelo menos neste, arrumaram um romance dela com Liam que provavelmente dará o que falar.

Teddy e Megan também prometem agitar a trama. Enfrentando crises de consciência após deixar Lamar agonizar na sua frente, é nela que Teddy busca apoio. Envolver-se com a namorada de Deacon ainda não se tornou algo consumado ou explicito, mas tudo indica que as coisas caminhem para esta direção. Une-se aqui o útil ao agradável, tanto para ele quanto para a trama.


Enquanto uns padecem outros brilham. A recente banda formada pelo trio Avery-Zoey-Gunnar de tão inusitada é capaz de dar certo. A banda “Unidos pela Scarlett” possui aquele desejo de cantar para ser feliz, onde nada importa apenas o desejo de mostrar sua música. Afetado por esses ideais, Deacon também usufrui deste frescor e retribui o apoio dado pelos quase novatos. Interessante o novo rumo que deram para Deacon agora que decidiu sair da sombra e lutar por sua carreira solo.

Juliette teve mais um daqueles momentos nos quais tudo acontece a ela em apenas um episódio. Excluída em Nashville nos últimos tempos, isolada e ridicularizada, teve aqui seus 15 minutos de diva. Impulsionada por uma crítica favorável de um renomado critico do The New York Times, viu sua música com Avery tornar-se o símbolo de uma explosão de talento. Um produtor traça seu futuro grandioso e tenta convencê-la que Nashville é pequena demais para seu talento. Vimos aqui a ex-musa teen do country ser seduzida por algo ainda maior com sua música sendo acompanhada por uma orquestra, uma sessão de fotos com ares de super produção e em meio a tudo isso, seu empresário se demitindo por se achar pequeno demais para seus novos rumos. Para quem ficou aflito com os novos rumos de sua carreira, esta aflição durou muito pouco. A impulsiva cantora tornou-se sábia de uns tempos pra cá e prevendo que novamente seria algo fabricado, desistiu de tudo antes mesmo de começar.

Aguardando o próximo episódio, esperando que seja tão bom quanto este.
Share:

Disqus for O Mundo das Séries

BTemplates.com

Labels

Blog Archive