Wednesday, December 4, 2013

[Reviews] The Mentalist - 6.09: My Blue Heaven


The Mentalist 2.0
Contém Spoilers

Pela primeira vez, depois de tempos acompanhando The Mentalist, o clima da série não era de tensão. Depois de finalizar o arco de Red John, aquela dúvida de qual rumo a série seguirá começou a pairar em nossas cabeças. Eu gostei bastante do que foi apresentado em My Blue Heaven. The Mentalist se encontra em um momento de transição e pode-se dizer até que é uma nova série. Aqui, pudemos ver como andava a vida de Jane e dos agentes da CBI dois anos após a morte de Red John.

Cada um seguiu um caminho diferente. Vimos um Patrick Jane ostentando um semblante feliz e calmo, coisa que há muito não se via. Depois de matar seu algoz, Jane fugiu para uma ilha no México e passou a viver lá. Confesso que de primeira, achei essa atitude bem egoísta da parte do mentalista. Tudo bem, ele seria preso se ficasse, mas parecia uma tremenda duma ingratidão com toda a equipe da CBI, que por muitas vezes colocava o trabalho em risco para poder acobertar os truques de Jane. Porém, ver que ele se correspondia com a Lisbon através de cartas afastou esses meus pensamentos. E falando em Lisbon, ela virou xerife. VanPelt e Rigsby abriram uma empresa de segurança e o Cho foi trabalhar no FBI. É uma nova vida pra todo mundo.

Eu estou curiosa para ver como será realizada a saída de VanPelt e Rigsby da série. O fato dos dois terem uma empresa privada já é o começo dessa extração. Eles podem simplesmente não aparecer mais, já que a empresa deles não estará relacionada aos acontecimentos daqui pra frente, ou a série pode ousar e matá-los. Os roteiristas precisam analisar e ver qual opção será mais vantajosa para a série. Dependendo da forma como for construída, a morte poderia voltar a acelerar as coisas.

Com a iminente saída dos dois, a série já introduziu novos personagens que serão regulares. São eles o agente Abbott (Rockmond Dunbar) do FBI e a agente Kim (Emily Swallow) também do FBI. Aliás, o Jane já teve um contato mais amigável com a Kim e eu realmente espero que ela não se torne um empecilho para Jisbon, porque ela me pareceu ser uma personagem bem agradável.

O reencontro de Jane e Lisbon foi muito bonito. O abraço dos dois foi extremamente intenso e cheio de saudades. Bruno Heller nos prometeu uma temporada Jisbon e eu espero que ele não tenha nos enganado, porque já esperamos demais pela revelação de Red John.

Ainda no México, pudemos ver nosso mentalista novamente em ação, armando toda uma situação para que um traficante fosse pego. O FBI convidou o Jane para voltar para os EUA e trabalhar para a polícia federal, mas ele só vai aceitar se for dentro dos seus termos. Foi deliciosamente cretina a cena final, onde o Jane coloca as mãos na cabeça e diz que a única coisa que ele precisa em sua cela é de um lugar pra fazer chá. Ele sabe que o FBI vai ceder, porque afinal, Patrick Jane finaliza casos. Não importa como.

PS: A nova equipe que vem se desenhando em The Mentalist é composta por Jane, Lisbon, Abbott, Kim e Cho.
PS: Onde eu arrumo um Simon Baker? Ele estava simplesmente um deus nesse episódio, maravilhoso, impecável.
PS: Lisbon mordendo os lábios falando da barba do Jane <33333
PS: Lisbon tentando disfarçar o ciúme da Kim com curiosidade.

Eu tenho um trabalho, ok? Eu não vou largar tudo só porque de repente você decidiu voltar.” – Lisbon

Iremos conversar.” – Jane


E aí, o que vocês acharam do episódio?  
Share:

Disqus for O Mundo das Séries

BTemplates.com

Labels

Blog Archive