Friday, November 1, 2013

[Reviews] Witches of East End - 1.03/04: Today I Am a Witch/ A Few Good Talismen



As vantagens e desvantagens de ser uma bruxa.

Alerta de Spoilers!

Essa fall season até agora não se provou lá essas coisas. As novatas todas estão beirando o mais ou menos, sendo que algumas (Dads) são material para ser jogado no lixo sem pensar duas vezes, mas algumas surpresas foram guardadas para nós e o mais interessante é que a forma com que essas séries que surpreenderam foram introduzidas é igual, simplicidade pura e pouca atitude desbravadora.

Witches of East End é praticamente uma novela, um novelão bem pastelão. O que a torna diferente é o fator bruxas. Alguns clichês espalhados pela série não diminuem a diversão que temos, até mesmo o sonho que inicia o terceiro episódio é bem divertidinho, mesmo que já se apresente como sonho logo de cara, é difícil acreditar que metade das coisas que aconteceram lá poderiam ser transferidas para o decorrer de um episódio, logo de cara.

Mesmo que a série esteja dando dicas de que Freya é a irmã central, é Ingrid que flerta com os telespectadores. Seus desejos são menos bobos. Uma série baseada em mulheres fortes e independentes coloca Freya para fazer um (des)serviço a causa. Ela só se preocupa com os dois irmãos e mais nada, não existe um algo a mais. Para ela é um jogo de decisão entre duas pirocas.

Entre as vantagens de ser uma bruxa, até agora Freya e Ingrid não aproveitaram muito. Pelo contrário,só tiveram descidas de ladeira. Ingrid não pode nem mesmo se apaixonar, quando ela percebe e aceita isso, o cara aparentemente morre. Coitada. Já Freya não se dá bem nem com um feitiço de chamado. Gente, WTF?Mas tudo bem, ainda é o começo e seria muito exigir que elas já se tornassem Dumbledores antes de pelo menos um final de temporada.

Por falar em morte, parece que essa fall season não está inclinada para bruxas que se apaixonam, né? Em American Horror temos a bruxa com a xoxota venenosa, aqui temos a bruxa que nem mesmo o lacre da xota conseguiu perder e já matou o cara por antecipação. Que mundo cruel.

Cada vez mais eu começo a desconfiar de que Dash e Kilian também são imortais e também já namoraram a Freya em vidas passadas. Nada mais pode explicar o motivo pelo qual os dois lutam tanto um com o outro por causa de uma mulher. Joanna pode ter feito um feitiço para descobrir se Dash tinha poderes mágicos, mas talvez a alma seja antiga e o corpo novo, explicando também por que ela não reconhece o cara. 

Muito do apelo da série são os shirtless, não é segredo que Witches of East End se dirige ao público feminino e gay, por isso, quanto mais homem descamisado, melhor para série e para quem curte. Quanto a isso, acho praticamente impossível alguém reclamar, especialmente quando Freddie marido da Buffy aparece desfilando seus cabelos grisalhos e seu corpo tonificado. 

Ah, só pra não deixar passar em branco. Parece mesmo que tivemos nossa primeira morte, com direito a música triste de fundo e uma grande promessa. Ingrid pode começar a perder a cabeça a partir de agora. Pelo que entendi, existe toda uma aura de perigo ao redor das Beauchamp. Nenhuma delas aparentou ser completamente boa no passado. Esses tons de cinza são essenciais para entender o caminho que essas mulheres irão seguir. E eu estou adorando.

Ps. Feitiço da borboleta que entra no ouvido? Vamos aguardar.

Ps². O shapeshifter não era o big bad boss. Que bom, por que morreu tão rápido. 

Ps³. Quem será o verdadeiro vilão? Acho que é a alguma bruxa com a xoxota louca, que de inveja que acabar com essas Beauchamp. 
Share:

Disqus for O Mundo das Séries

BTemplates.com

Labels

Blog Archive