Tuesday, November 5, 2013

[Reviews] The Mentalist - 6.05: The Red Tattoo


Mais um episódio focado nos suspeitos de serem Red John.
Contém Spoilers

Em um ritmo mais calmo do que os outros, mas com o mesmo propósito, The Red Tattoo tem como objetivo explorar um dos suspeitos e, no fim, entrega uma pista que pode ajudar nosso mentalista em sua caça por Red John.

Desde o começo dessa sexta temporada que os casos semanais não estão em evidência e servem apenas para a inserção dos suspeitos na trama. Convenientemente, o caso da semana é sobre o assassinato de um professor de ginástica que é membro da Visualize. Com isso, temos a presença de Ray Haffner durante as investigações.

Assim como já tinha acontecido com o engenheiro de softwares no terceiro episódio desta temporada, o caso do quinto episódio não empolga muito, até porque todas as nossas atenções estão voltadas para Red John, porém, a resolução do caso é inédita. Os culpados eram justamente o professor de ginástica, Parkman, e seu ex-assistente, Frost. Num crime puramente passional, o traidor acabou traído e ambos trilharam o caminho da morte. Destaque pro risinho cínico que nosso queridíssimo Patrick Jane sempre faz quando junta as peças e resolve um caso. Tem como não amar?

Foi interessante também a série não forçar tanto as características do Red John no Ray. Ele agiu da mesma forma com a qual estamos acostumados, com uma personalidade inabalável e misteriosa. Aqui ressalto apenas o seu medo por aranhas, que foi algo até bem natural. Já disse isso e é sempre bom destacar que veremos as particularidades de Red John em cada suspeito até que sua identidade seja revelada.

No fim, descobrimos que Red John tem uma tatuagem de três pontos no ombro esquerdo, tudo isso graças a Kira, a investigadora que fora contratada para colocar uma escuta na mesa de Cho. Visto que Jane descobriu o trabalho da moça, ela precisava ser silenciada por quem contratou o seu serviço. Tudo leva a crer que o autor foi Red John, mas, e se foi obra da organização que identifica seus membros através da senha Tiger, Tiger? Acho totalmente possível, até porque não vimos indícios da marca de Red John na cena do crime. O smile feito com sangue da vítima faz parte do M.O do serial killer. E se de fato tiver sido a organização, Jane está sendo guiado por caminhos errados, já que ele procurará apenas pelas pessoas que têm a tatuagem. Fazendo isso, Bruno Heller deixa uma excelente possibilidade de reviravolta, levando nos a crer que um dos tatuados seja Red John, quando na verdade os que não possuem tatuagem também não deveriam ser descartados.


E ai, o que vocês acharam do episódio? 
Share:

Disqus for O Mundo das Séries

BTemplates.com

Labels

Blog Archive