Thursday, October 3, 2013

[Reviews] The Mindy Project - 2.03: Music Festival


Como matar um relacionamento da pior forma possível.


Alerta de Spoilers!

Eu ainda estou tentando entender como o noivado de Mindy e Casey pode ter terminado dessa forma. Em termos de estrutura, de fidelidade aos personagens, sinto que faltou algo entre o segundo e o terceiro episódio que justificasse esse fim tão abrupto. Será que era mesmo o momento certo (na série) para terminar com um relacionamento que foi se construindo em vários episódios? Ao meu ver, não. 

Todo mundo já sabia e esperava que isso fosse acontecer. Desde o começo da série sempre existiram dicas de que o futuro de Mindy Lahiri seria com Danny Castellano. Passando pelo relacionamento dos dois que flutuava da amizade para a provocação, o sentimento sempre foi o mesmo, um dia esses dois ainda vão se enroscar em uma sala de espera ao melhor estilo Greys Anatomy. 

Mas de todas as possibilidades para que esse noivado acabasse e surgisse a abertura necessária para que o futuro de Danny e Mindy pudesse ir se desenvolvendo, essa foi a forma mais preguiçosa que a série poderia ter encontrado. 

Essa não era a Mindy que estávamos acostumados. A médica sempre foi a perfeita personificação de todos os personagens de filmes românticos (água com açúcar). O tipo de personagem que luta com unhas e dentes para manter um relacionamento, não importando o quão difícil seja. É só olhar para o ex dela, o cara é um chato e ela esteve disposta a continuar tendo um caso com ele até encontrar o Casey. Isso sem comentar que ela queria ter um relacionamento com o médico bruxo, pelo amor. 

Não foi como o fim de Danny com Christina, que era pedra cantada desde que os dois apareceram juntos pela primeira vez. Todo mundo já sabia que não daria certo, por que já não tinha dado antes. Ver o casamento dos dois afundando aos poucos e o fim definitivo chegar era só uma questão de tempo. Ou seja, completamente coerente.

Então, Casey decide deixar de ser um pastor para seguir a carreira como Dj, depois desiste e decide investir em outra carreira. Resultado? Mindy termina com ele. Existia muito tempo para que Mindy percebesse que Casey não era a pessoa certa para ela e muitos motivos melhores. Ver os dois terminando dessa forma foi uma facada no peito. 

Talvez, a ideia seja mostrar que Mindy mudou sua forma de pensar e consequentemente de agir. Isso, só os próximos episódios dirão. O que não pode acontecer é ela mudar completamente nos últimos minutos do episódio e já nos próximos voltar a ser a Mindy de antes. Raspar o cabelo e passar uns meses no Haiti podem ter transformado Mindy em uma outra mulher, mas acho complicado ter mudado assim tão radicalmente. Afinal, se comportar de uma maneira tão egoísta, sem que tenha existido pelo menos um diálogo entre os dois é tão o oposto de tudo o que conhecíamos. 

Mas ainda existiram afirmações do quanto Mindy e Danny são mais parecidos do que pensam. Os dois foram os únicos que fizeram de um festival de música o momento perfeito para trabalhar. Essa sutileza de detalhes em comum que os dois sempre tiveram é muito bem colocada, em todos os episódios. E se o trabalho de aproximação deles está sendo conduzido de forma gradual, ainda fica sem justificação terem apressado tanto as coisas com esse noivado.

Saindo de Mindy, Danny e Casey e passando para os outros personagens. Eu fico extremamente satisfeito em ver que esses apoios são sempre tão bem utilizados. E comédia boa é aquela que sabe utilizar seus personagens tanto principais, quanto secundários. Ainda me assusta ver como o Ike Barinholtz é engraçado no papel do Morgan, a inocência que ele passa e falta de noção são sempre o que mais me diverte em qualquer interação dele, quer seja com a Mindy, Danny ou Jeremy. Mas eu ainda queria ver um destaque maior para todos os secundários, sonho com o dia em que jogarão Morgan, Beverly, Tamra e Betsy todos juntos, sem a necessidade de apenas "segurar" uma cena engraçada com um dos três médicos principais.

Ainda estou meio incerto sobre a inclusão do Adam Pally na série. Me crucifiquem, mas nunca achei muita graça no ator e o personagem dele também não foi lá essas coisas. Nenhum dos momentos dele foram engraçados e só conseguiram afastar mais ainda Jeremy de toda a comédia, deixando o personagem mais apagado ainda, aos poucos o médico britânico está passando para escanteio.

Fiquei muito contente com o episódio e as cenas no musical foram legais, o final me azedou um pouco, mas as vezes uma mudança faz bem. Só não sei ainda se esse é o caso. The Mindy Project é uma série boa, gostosa de assistir e sem muitas pretensões, nada que justifique essa pressa toda. 
Share:

Disqus for O Mundo das Séries

BTemplates.com

Labels

Blog Archive