Tuesday, October 22, 2013

[Reviews] Criminal Minds - 9.03/9.04: Final Shot/ To Bear Witness



"O nosso elo mais comum, é que todos vivemos neste planeta. Respiramos o mesmo ar. Prezamos o futuro de nossos filhos. E todos somos mortais." – John F. Kennedy

Contém Spoilers

Já disse isso nas reviews passadas, mas é absurdamente impressionante como Criminal Minds consegue nos surpreender e impressionar, isso porque já está quase chegando no 200º episódio, ou seja, muita coisa já rolou até aqui, e ainda assim, os roteiristas sabem como fazer um episódio excelente e inédito.

Em Final Shot a equipe é chamada pra investigar um tiroteio ocorrido em Dallas. A princípio, eles pensam que o tiroteio é algum ato terrorista doméstico por causa da aproximação do aniversário de 50 anos do assassinato do presidente John Kennedy, mas nossos profilers não tardam a descobrir o real motivo da chacina.

Todo o crime foi minuciosamente organizado para que os agentes não conseguissem descobrir qual era o motivo da matança. O atirador nunca acertava seu alvo de primeira, porque os primeiros sempre são os mais investigados. O unsub matou integrantes de um abrigo que eram designadas para proteger mulheres que apanhavam de seus maridos e ajudá-las a fugir.

Aqui vale ressaltar a brincadeira que a série faz com a nossa mente. Somos levados a acreditar que de um lado temos o atirador, e do outro temos Maya (alvo principal) e Colin, um ex-atirador das Forças Especiais Sul-Africana, e que estava ajudando a mulher a fugir. No entanto, descobrimos que as cenas onde víamos Colin e Maya eram fruto da mente do atirador, e que o atirador é o próprio Colin. Isso faz parte de um exercício que os atiradores fazem para permanecer acordados e focados em seu alvo por até 72 horas. Eles se imaginam vivenciando diversas situações junto com o alvo.

Por fim, tivemos a grata surpresa de ver a série voltando a utilizar o recurso onde vemos os agentes recriando a cena do crime com suas observações. Essa fórmula foi muito usada nas primeiras temporadas e era ótima, porque conseguia passar exatamente as várias visões existentes para o mesmo crime.

PS: Hotchner badass fazendo a JJ e dando um tiro na cabeça do unsub.
PS: JJ e Morgan entrevistando O General de forma espetacular.
PS: JJ estava muito desligada nesse episódio. O que será que está incomodando nossa agente?


9.04 To Bear Witness

“A morte não é a pior perda da vida, e sim o que morre dentro de nós enquanto vivemos.” – Norman Cousins

Essa citação retrata bem o unsub desse episódio. A pior perda da vida é quando todos os nossos valores morrem dentro de nós enquanto estamos vivos.

Encontrei-me perplexa em vários momentos desse episódio, mas com certeza, o mais chocante foi quando vi que o unsub era parente da vítima. Sério, que caso bizarro foi esse? Primeiro que tudo que envolve olhos me causa extrema aflição, e segundo porque o cara tava torturando a própria irmã. Ele fez isso porque queria chamar atenção de seus pais, queria provar que ele era inestimável.

E a julgar pela postura do pai, que mesmo depois de tudo ainda queria proteger o filho, a psicopatia de Anton se deve muito a ele. Se o pai já tinha visto que o filho tinha problemas psicológicos, porque não ajudá-lo e interná-lo em algum lugar? Fazer a carinha brava que o velho fez não assusta e não muda ninguém. Além do filho louco, ele agora terá uma filha traumatizada, e sabe-se lá o que isso pode resultar no futuro, não é mesmo.

Ainda conhecemos o novo chefe de sessão do FBI. Agente Cruz é quem ocupou o lugar de Strauss. Em nenhum momento, devido a forma como ele e JJ conversavam, cogitei que ambos estivessem tendo um caso. Não tem como imaginar a JJ traindo o Will, não é do feitio da nossa agente. Se não estou enganada, li em algum lugar que o agente Cruz era o chefe da JJ quando ela trabalhava no pentágono. E acho que o mistério na fala dos dois tem relação com algum caso que eles trabalharam no passado, e como JJ disse, ainda não foi solucionado.

Confesso que estou bem animada com essa suposta operação secreta. Criminal Minds nos apresentou excelentes episódios quando tinha como pano de fundo uma admirável trama que possibilitava a ligação com arcos secundários. Espero que os roteiristas nos entreguem um 200º episódio de tirar o fôlego da mesma forma como o 100º foi com a história do George Foyet.

PS: Morri de amores com a Garcia citando a Emily <33 Teremos a participação dessa formidável agente no episódio 200º de Criminal Minds. Eu não ligaria se matassem a Blake e trouxessem a Prentiss de volta.
PS: Pra quem está acompanhado Agents Of S.H.I.E.L.D., foi inevitável não lembrar do episódio da semana passada.

PS: “Feliz Quarta-Feira, meus nerds”. – Rossi sendo um querido <3
Share:

Disqus for O Mundo das Séries

BTemplates.com

Labels

Blog Archive