Saturday, October 26, 2013

[Reviews] Arrow – 2.03: Broken Dolls



Depois de um inicio interessante que apresentou um novo contexto para os personagens, "Broken Doll" é um divisor de águas. Apresentando um novo inimigo, a série mantém um bom equilíbrio entre o drama de seus personagens e o desenvolvimento de uma nova ameaça, ainda desconhecida, mas que começa a ganhar forma.

Posto isso, interessante notar que este foi um episódio com um ritmo um tanto quanto distinto do que víamos até agora. A caçada ao Dollmaker (um vilão menor da DC) tornou o episódio algo semelhante a uma série policial, que não causou tensão (Laurel nunca esteve em perigo real), mas que divertiu e que deu foco a Quentin Lance, personagem que nunca se evidenciou tanto. Mas importante que isso, tivemos o que é até aqui o melhor antagonista da temporada, e seria interessante que a série desenvolvesse vilões como este, seria uma bem vinda distinção aos que tivemos na primeira temporada, além é claro de desafiar Oliver e sua equipe em um nível maior, já que tais personagens não seriam derrotados tão facilmente.

E falando em vilão, tivemos o que talvez seja a maior surpresa da série até aqui: a "introdução" de Ra's Al Ghul, super vilão inimigo de Batmane integrante de um grupo chamado “Liga dos Assassinos”. A agradável surpresa estabelece a primeira grande conexão da série dom o universo DC. Ainda é uma incógnita com o personagem será retratado, se ele terá a mesma roupagem do que vimos nos quadrinhos ou será algo mais próximo do que vimos em  Batman Begins e The Dark Knight Rises de Christopher Nolan, onde não possui nenhuma habilidade sobrenatural (Al Ghul é imortal, graças a um ao Poço de Lazaro). De todo é uma escolha de vilão interessante, Ra's al Ghul tem um objetivo altruísta, sonha com uma sociedade isenta da das injustiças e agonias que afligem a humanidade. Isso seria objetivado se a população mundial tivesse um tamanho controlável, o que significaria, é claro, uma redução considerável no numero de pessoas. O que não é exatamente um aspecto positivo.



Tivemos apenas uma menção ao personagem, não é algo certo no momento, mas parece uma escolha lógica visto que a série tem uma premissa mais realista e vem apresentando similaridades com o universo construído por Christopher Nolan. Um vilão apropriado para a série, um desafio interessante para o arqueiro e quem sabe nos leve a um possível encontro com o Cavaleiros das Trevas? Não é uma expectativa tão irreal.

No momento Oliver deve ser ocupar com o mistério da Canário Negro, que o salva repentinamente, mas que novamente desaparece. Será interessante saber o porque da personagem ter se "refugiado" em Starling City e mesmo seu interesse em Oliver.



E muito embora a menção à Ra's al Ghul tenha sido o momento mais bombástico (e empolgante do episódio). Arrow possui um admirável desenvolvimento da trama: Moira pode ser condenada a morte, Laurel reconhece sua culpa na morte de Tommy e é claro nos flashbacks da ilha continuam consistentes. Curioso para descobrir o que acontece com Slade, que depois de um certo atrito com Oliver, é visto gritando no bombardeio.


Em um episódio que inicialmente causa estranheza, 'Broken Dolls' coloca em movimento tramas empolgantes e se por um lado não é o melhor episódio da série, foi consistente e envolvente em sua proposta, além é claro, de apresentar uma reviravolta inesperada e promissora.
Share:

Disqus for O Mundo das Séries

BTemplates.com

Labels

Blog Archive