Friday, October 18, 2013

[Reviews] Agents of S.H.I.E.L.D. - 1.04: Eye Spy


Quando a personagem que você mais gosta é a que menos fala na série.


Alerta de Spoilers!

Brincadeiras a parte, finalmente estão dando mais espaço para a Melinda 'May'. Já não era sem tempo. E finalmente também estamos progredindo no quesito roteiro e qualidade de Agents of SHIELD. Já não era sem hora. Ainda acho que esse episódio tenha sido apenas um 8, longe do 10 que eu ainda sonho em dar a série. Mas de qualquer forma, tudo progrediu bem e acabou me tirando algumas risadas que os momentos cômicos dos outros episódios não conseguiram.

Minha reclamação porém, continua a mesma. Ainda precisamos de um vilão ASAP. A mera perspectiva de um vilão já deixou as coisas muito mais interessantes, a imagem da agente que se virou para o lado negro foi uma ótima brisa de ar fresco para a série. O problema é exatamente esse, estamos no quarto episódio apenas, a série ainda não deveria precisar de ar fresco, ela devia estar completamente envolvida nele.

Akela Amadour foi até agora o melhor personagem "antagonista" de Agents of Shield. Por várias fatores diferentes, sendo o primeiro deles, levantar uma pequena contenda entre May e Coulson. Chega de ficar vendo só os novinhos e as novinhas discutindo, né? Já que a ideia da série é transformar todos os personagens que não sejam Coulsou, May e Grant em pessoas imaturas e beirando a infantilidade besta, nada mais justo que termos um pouco de problemas para os adultos da série. 

May é uma ótima personagem e que está sendo utilizada de uma maneira muito legal. Nada de modismos, nada de clichês. Ela é simples e direta, do jeito que eu imaginei que Agents of SHIELD seria, mesmo que minha ideia envolvesse menos simplicidade, ainda esperava que o conjunto geral não fosse tão "enrolativo". 

Sinto que estamos caminhando contra a trama central ao invés de na direção dela. Já vimos muito do que promete ser uma organização centrada em destruir algo, mas ainda não sabemos o que, quem, onde. Não sabemos nada. Precisamos de um pouco mais de informações. 

A agente que foi treinada por Coulson estava sendo controlada por alguém, a mesma pessoa que a controlava também era manipulada e vigiada por uma outra. Isso mostra toda uma preocupação em nos deixar com a pulga atrás da orelha. Eu pensei que Skye estivesse envolvida em algo, por causa da cena no carro, com ela escondida, mas já não acho mais. A não ser que ela amadureça completamente quando revelar suas verdadeiras intenções, eu duvido que ela seja capaz de algo tão elaborado. Sinto muito Skye, estão deixando você meio burra.

Por falar nisso, a importância para os cientistas estão tão superficiais. Quase tudo o que acontece lá poderia ser resolvido sem eles. O tranquilizante poderia muito bem ser subsistido por um outro já existente, assim como a arma. A análise que eles fizeram nos episódios passados quase nunca levaram a algo. Olha, ter dois jovens super inteligentes lá só para dizer que eles tem, é a coisa mais idiota que eu já vi. Vamos lá, Agents, vocês tem a chance de ter uma equipe fantástica, por que estão se contentando com uma equipe mais ou menos? Não tem explicação.

Akela já cantou a pedra, Coulson é diferente, tem alguma coisa diferente nele. Resta saber o que, né? Eu ainda duvido muito que ele seja um robô, a série está fazendo muita força para dizer que ele é. Aprendi com Joss que quanto mais dicas ele der sobre algo, menor a possibilidade do resultado ser aquilo que nós imaginamos. Geralmente é algo bem "BOOOOOM". E Culson ser revelado como um androide não seria nenhuma surpresa, já que a todo momento estão dando dicas de que ele possa ser um. 

Eye Spy marca o primeiro episódio filler da série com fortes aspectos de mitologia. É complicado, eu sei, uma série que já tem sua mitologia pronta não pode ficar inventando as coisas, mas nem todo mundo acompanhou os filmes, seria bom dar uma pincelada maior no que está acontecendo no mundo, mas sem ficar repetindo a invasão de New York e os aliens todo santo episódio. 

Ps. A falta de telepatia que eles tanto forçaram em explicar que não existe é bem simples de justificar. Sua ausência se dá por que telepatia é um traço forte dos mutantes, nome que eles nunca poderão usar, pois os direitos são da Fox. Não existe telepatia no universo Marvel (filmes).

Ps².Se você for negro no universo Marvel, cuidado, você pode terminar com um tapa-olho.

Ps³. A língua utilizada no quadro negro é Skrulles (?). Mais uma dica do que pode estar vindo para o universo Marvel, se lembrem, existe lá um arco chamado Invasão Secreta, em que essa raça de shapeshifters se infiltra na terra.


Share:

Disqus for O Mundo das Séries

BTemplates.com

Labels

Blog Archive