Friday, October 4, 2013

[Reviews] Agents of S.H.I.E.L.D - 1.02: 0-8-4


O que está faltando em Agents of S.H.I.E.L.D?


Alerta de Spoilers!


Ainda existe essa pergunta. O que está faltando na série? Por qual  motivo nós ainda não nos convencemos da sua relevância? A resposta é bem simples, mas irei discorrer sobre ela nos próximos parágrafos. Tudo isso, claro, fazendo leves pontuações a respeito do que já vimos até agora.

Agents of Shield tem uma premissa super cativante, é afinal, uma equipe de espionagem que lida com super poderosos. Então, aqui fica a primeira coisa que falta na série, pessoas com super poderes. Sim, é o primeiro ponto, e de cara, já digo que é o principal. Sei muito bem que existem limitações para que isso aconteça, orçamento, personagem disponível, relevância na trama sem que prejudique os filmes. Mas em um leque de milhares de personagens menores, por que não um com um poder qualquer para integrar essa equipe? Pode ser um herói com limitações de poder, por exemplo. 

O segundo ponto é ligado diretamente com o primeiro. No filme dos vingadores nós tivemos personagens que não tinham poderes, foi o caso do Hawkeye e da Viuva Negra, que são humanos comuns. Mas e qual a diferença entre eles e os agentes da série? Todos. Nós não queremos assistir uma série sobre um bando de iniciantes, queremos "the real stuff". Por que raios vamos ficar acompanhando uma equipe que não é profissional?

Isso não parece agentes da Shield, parece escola de formação de agentes da Shield. Tudo é muito amadorístico, com exceção da May e do Culson, todos os outros são crianças. Qual o problema em colocar apenas uma personagem (Skye) que seja de fora da organização e por isso inexperiente? Temos que montar uma equipe nova? Seria muito mais legal se todos lá, menos Skye, fossem experientes, com bagagem de outras missões importantes.

Coulson não precisa ser o  "pai" da equipe. Seria muito mais legal o contraste entre o Culson que tem uma grande experiência, lidando com agentes que também são bons ou até mesmo melhores que ele. Esse papo de ver as crianças crescerem é bem falho para essa premissa e lima muito do que a série poderia oferecer.

Tudo isso reflete na forma com que a série vem sendo conduzida. O ritmo é acelerado, os agentes são amadores e não existe uma pausa para que possamos aprender a gostar deles. Eu já gosto da May, por que a personalidade dela já ficou bem gravada e o potencial dela é grande. Também gosto do Coulson, mas ele já vinha sendo trabalhado nos filmes e eu como fanboy da Marvel, já estava habituado com ele. Os outros não significam nada para mim. Se decidirem matar os tech gêmeos, o agente mal humorado e a hacker e substituir todos por agentes experientes, não reclamarei. Ao contrário, agradecerei. 

E mais uma vez foram usadas referencias dos filmes, o martelo a qual Culson se refere é o de Thor, que foi encontrado no meio do deserto. A maquina encontrada e com tecnologia alemã é obra da Hydra, equipe de vilões que apareceu em Capitão América. Isso foi um dos pontos que critiquei um pouco no primeiras impressões, por que a necessidade de forçar as pessoas a acompanharem os filmes é grande. Mas nesse episódio não pareceu tão forçada assim.

Mesmo com essas considerações eu ainda gosto de Shield, não pelo que ela está apresentando agora, mas pelo potencial que ela vem desenvolvendo. Todas as séries do Joss, por exemplo, sempre tiveram primeiros episódios mais lentos, Agents não é totalmente dele, mas vejo muito da mão de Joss pairando por lá, especialmente na comédia, que é o que eu mais gosto. Na cena em que todo mundo se afasta do aparelho, eu ri e me lembrei na hora do tom Joss Whedon de fazer cenas engraçadas. E é exatamente por saber que a série ainda figura uma promessa é que eu continuarei com ela em minha grade. A cena com o Nick foi bem rápida, mas também foi boa, sendo essa a promessa de possibilidades futuras para Agents of Shield.

Informações extra:

- A chamada da equipe é S.H.I.E.L.D. 616. Existem várias dimensões, com várias terras no universo Marvel, a terra 616 é a padrão. 
- Professor Vaughn - Fitz diz: "Toma essa professor Vaughn", o nome se refere ao cientista da Shield que era responsável pelo projeto Pegasus (Thor).
- Secret Warriors - A base da Shield foi chamada de "Slingshot". Que foi um dos membros do time de "heróis secretos" do Nick Fury que apareceram durante o arco "Secret Invasion", quando s Krull invadem a terra. Podendo ser uma dica do que acontecerá com a equipe no terceiro filme dos Avengers.
- Efeito Disney - Os drones do Fitz tem o nome dos anões da Branca de Neve. 


Share:

Disqus for O Mundo das Séries

BTemplates.com

Labels

Blog Archive