Wednesday, June 12, 2013

[Reviews] Game of Thrones - 3.10: Mhysa [Season Finale]


Mãe, mãe, mãe. 

Alerta de Spoilers!


Chega ao fim mais uma temporada de Game of Thrones, fico feliz em dizer que mais uma vez a série da HBO entregou uma ótima temporada. Com pontos altos e baixos, claro, nenhuma série é perfeita, mas mesmo assim, com um saldo mais do que positivo.

Começando pela conclusão do casamento vermelho, onde vemos Robb Stark decapitado e com a cabeça do seu lobo gigante, Vento Cinzento, costurada no local onde seu crânio ficava. É, mais uma vez a série diz para nós, não temos medo de criar situações incômodas e cruéis. Mas, muitos comentários pipocaram na internet dizendo que essa cena, foi só uma forma de criar mais um espanto e não tinha nada a acrescentar, tinha sim. Ou melhor, terá. O norte não se esquece, Arya Stark tão pouco. Eu tinha reclamado antes que as interações dela com o Sandor (Cão) Clegane eram curtinhas e que eu queria mais, não é que nessa season finale nos presentearam com uma cena forte e uma interação incrível entre eles? Melissandre diz para Arya, que ela tem a morte ao seu lado, e tem mesmo. Valar Morghulis, a moeda que ela recebeu do Jaqen no final da segunda temporada, ao que parece, vai encontrar sua utilidade.  Ela só precisa encontrar um homem de Pentos. Enquanto isso, Sandor diz "quando você for fazer uma coisa dessas, me avise antes". Os dois fazem um par perfeito, e eu que já tinha odiado Sandor, agora gosto dele (mas só por causa da Arya). O potencial dos dois personagens juntos é gigante.

Essa temporada foi mais lenta, não tem como negar. Tirando o nono episódio e a escalada da muralha, os acontecimentos foram bem dosados e os diálogos levaram mais de 90% do tempo consumido por cada episódio. Por isso, é comum ter uma season finale mais lenta. Depois disso, é preciso saber que o terceiro livro (Tormenta de Espadas), foi dividido em dois, logo, o epílogo que é o grande fechamento do livro e a abertura para as histórias seguintes do Festim de Corvos, só será encontrado no finale da quarta temporada. Mesmo assim, existiram conclusões muito bem feitas. 

A trama de Bran, por exemplo, que passou por uma romaria de enrolação, entre acampamentos a andanças, se fechou perfeitamente e avançou muito em apenas dois episódios. Também finalizando a trama de Sam e garantindo um encontro entre os dois que ficou difícil de não achar no mínimo interessante. É engraçado como a série vem fazendo isso, nessa temorada em especial. Colocando personagens para se encontrarem de forma a gerar aquela pontinha de esperança depois do cruel casamento vermelho. 

Outro encontro que foi de gerar sentimentos profundos, foi o de Jon com Ygritte. O velho "You Know Nothing" foi de partir o coração em milhares de pedaços. A cada flechada que a ruiva atirava e acertava Jon, eu sentia a dor da personagem, tudo isso, um presente da atriz Rose Leslie. Não existia outro fim para esse romance, Jon fez aquilo que ele precisava fazer, o dever dele. Qhorin Meia Mão disse para ele "faça aquilo que for preciso para ganhar a confiança dos selvagens", Jon fez, se apaixonou no processo, claro, mas mesmo assim precisou dar fim a seu romance para poder continuar com sua missão, seus irmãos, sua família é a Patrulha da Noite. Ele fez os votos.

Já em Porto Real, as coisas foram de esmigalhar o coração já fragilizado. Tyrion e Sansa, que começaram o episódio com uma conversa animada entre marido e esposa, dando aquele gostinho de "finalmente", dois personagens que mais sofrem estão tendo um período de descontração. Mas claro, quando as coisas estão indo muito bem, é motivo para nos preocuparmos. Pois lá no pequeno conselho, Tywin estava reunido com Joffrey para comunicar a morte dos dois lobos, Catelyn Tully e Robb Stark, mãe e filho. É engraçado ver que Tyrion é tão parecido com Tywin e mesmo assim, o pai o despreza. Os únicos que tem coragem de desafiar o rei louco Aerys Joffrey são eles. Ninguém mais diz nada. Mas Tywin sempre precisa se impor como o carrasco, pior do que aquele que cortou a cabeça de Ned Stark, ele sempre corta o amor de Tyrion, na raiz. Ver Sansa chorando pela morte dos unicos membros da família que ela tinha certeza de estarem vivos, me emocionou também.

Esse episódio de encontros com Fátima Bernardes foi bom, só o de Cersei e Jaime, que eu pensei que seria muito mais emotivo, que foi meio decepcionante. Jaime só para na porta e fica olhando para a irmã e amante. Uma coisa que eu achei interessante, porém, foi o fato da Cersei não se levantar para ir recepcionar o irmão que ela tanto "sentia falta", ela simplesmente fica parada. Não existe amor ali, existe dominação, de Cersei por Jaime. E acho que na próxima temporada veremos isso de melhor forma. 

Terminando do outro lado do mar, lá em Yunkai, eu meio que me decepcionei, para depois gostar muito de tudo o que estava aparecendo na tela. Eu pensei que veríamos pelo menos um pouco de batalha, ameaças, mas não, eram só os escravos adorando sua nova mãe. Daenerys, na primeira temporada estava grávida, na segunda, viu em uma visão seu filho não nascido e seu marido morto, agora, ela ganhou uns milhares de filhos (ex escravos). A estrada percorrida pela personagem foi de evolução completa. Não tem como negar. Daenerys mostrou com todas as formas possíveis o motivo pelo qual ela merece estar no trono. Mas eu fico muito preocupado, ela é muito para Westeros. Ela boa demais para o reino que quer conquistar, repleto de Boltons e Lannisters. 

Como um todo, foi uma ótima temporada, não gostei muito das cenas de tortura de Theon, que tomaram conta da temporada inteira, mas dependendo da forma que forem conduzir a loucura dele na próxima temporada, eu até faço uma retratação. Pelo menos ficamos sabendo quem era o torturador, o filho bastardo do homem que traiu Robb Stark. Mas o que esperar de um lorde do "Forte do Pavor"? Que usa a imagem de um homem esfolado em seu estandarte? Traição e sadismo. 

Agora ficaremos mais um ano sofrendo sem Game of Thrones, bom, ano que vem voltamos com a segunda metade do livro Tormenta de Espadas, e quarta temporada da série, que dará um final a muita coisa que estamos acompanhando. Até lá, vamos acender umas velas para os personagens que não estarão entre nós.


Share:

Disqus for O Mundo das Séries

BTemplates.com

Labels

Blog Archive