Tuesday, May 14, 2013

[Reviews] Once Upon a Time - 2.22: And Straight on Till Morning [Season Finale]


Torci mais por essa dupla do que torci por qualquer casal nessa temporada inteira


Alerta de Spoilers!


A verdade é que essa temporada foi muito sem graça, prometeu muito e entregou pouco. Na verdade, entregou bastante bagunça e confusão. A promessa de acabarem de uma vez por todas com Storybrooke foi algo que eu esperei ansiosamente, afinal, esses personagens são de outra terra, uma terra que parece ser muito mais interessante do que o "mundo real", mas esse meu desejo ainda está longe de ser concedido. 

O problema com essa segunda temporada, foi o excesso. A série pecou exatamente nesse ponto, muitas coisas foram jogadas e "solucionadas" sem que houvesse um tempo para que pudéssemos respirar. 

Tanto foi que, eu nem estava me importando muito com os personagens, no geral. Quando a história do Baelfire começou a ser trabalhada e todo mundo obviamente já sabia onde iríamos parar, eu até que fiquei animado. A trama com a Cora tinha sido um fracasso, a perda de memória da Bela, aguada como a personagem, o caso "Rumpels vs Henry", nem chegou a acontecer e o coração negro da Branca de Neve foi só uma ameaça mesmo. Logo, a ida para Neverland era esperada. Só de lermos o título do episódio que é a descrição dada por Peter Pan no filme, "second star to the right, and straight on till morning".

Por um momento bem breve eu cheguei a pensar que estávamos de frente com o final de Regina, mas claro, isso não aconteceu, até agora somente o caçador/detetive e a Cora realmente morreram e fizeram diferença. A série não arriscou muito nesse quesito, arriscou em outros.

Ao que parece, o patrão da dupla sertaneja mais confusa da série, Tamara e o menino chato que queria o pai (desculpa, mas o personagem foi tão insignificante que eu nem me dei ao trabalho de decorar o nome), eram funcionários da Sombra do Peter Pan. O que essa sombra quer? Henry. Tá, agora vem outra questão. Da onde que eles tiraram aquele retrato falado do menino? Sei que as leis de tempo não funcionam da mesma forma em Neverland, mas enquanto o Bael estava lá, criança, eles já tinham a foto do filho dele? WTF?! 

Isso, só será (espero eu) explicado na próxima temporada. Ou se você que está lendo, tiver alguma teoria boa, comente e compartilhe essa informação privilegiada conosco. Já que eu, estou completamente desgostoso com a série. 

As relações nessa temporada ficaram tão chatas, tão desprezíveis. Eu não consegui torcer pra ninguém, me importar com ninguém. As cenas que mais me comoveram foram a da morte da Cora (por causa da brilhante atuação da Lana Parrilha) e o encontro do Bael com o Gancho. Foram os únicos "casais" que eu torci. Foram os únicos que conseguiram me deixar triste. 

Agora, Neal está lá na floresta encantada, presumidamente morto (por Emma e Henry) e encontrado pelo trio ménage Aurora, Mulan e Philip. Já aposto em uma coisa, Emma e Gancho vão ter um caso, afinal, o Neal tá morto, né? Depois eles vão descobrir que o cara não morreu e vai pintar aquela torta de climão. Profecias da terceira temporada. Triste é pensar que essa trama da sombra, só vai durar até metade da temporada, se chegar a isso. Mas Neverland promete, e eu quero acreditar que a série consegue fazer uma temporada melhor, potencial tem, só falta colocar em prática tudo aquilo que foi tão bem trabalhado na primeira temporada.

Ps. Se for rolar romance pra Emma, que seja com o Gancho. Tenho dito.

Ps². Quando o povo do lado bom vai começar a morrer? Se ninguém ganhou o final feliz, por que só os malvados morrem? Tá errado isso. 
Share:

Disqus for O Mundo das Séries

BTemplates.com

Labels

Blog Archive