Tuesday, May 14, 2013

[Reviews] Game of Thrones - 3.06/3.07: The Climb/ The Bear and the Maiden Fair(Chains)


O que não se dobra, quebra.

Alerta de Spoilers!




3.06 - The Climb

Um episódio tenso, cheio de artimanhas e cheio de pequenas maquinações. The Climb fecha a primeira metade da série dizendo uma coisa "tudo está de pernas para o ar". O reino está perdido. Todos estão divididos, todos estão a procura de algo próprio, sem que haja a preocupação com o que está acontecendo por debaixo dos panos. Ninguém, absolutamente ninguém está preocupado com o que está acontecendo na muralha, a deixa perfeita para uma invasão. 

O que será da muralha? Isso ainda não sabemos, mas a escalada começou e terminou bem, Orel já se posiciona como o antagonista do Jon, e temos um pouco mais do relacionamento do bastardo com a ruiva Ygritte. Lembram, que eu sempre venho  pontuando a honra dos Stark? A selvagem acertou em cheio, ela também sabe que a honra é um aspecto muito forte para Jon. Ele era um patrulheiro acima de tudo, pois era dessa forma que ele tinha aprendido a viver. Quando Ygritte diz para ele que agora, a honra dele deve ser direcionada a ela, fica a dúvida: Robb corre o risco de perder o reino por causa de sua honra, será que Jon deixará a muralha aberta por esse mesmo motivo?  Filhos de Ned Stark, esse é o momento.

Se por um lado, Jon está enrolado com sua honra e custando a fazer a escolha certa, Robb está fazendo o possível para que sua escolha errada não resulte na destruição de tudo aquilo que ele lutou. A guerra do norte que começou por causa de um motivo nobre, a vingança de Ned Stark, a essa altura, já está falha, desgastada e com ar de "desejo de criança mimada". Sinto dizer, mas o Robb não está se ajudando. Por falar, o que aconteceu com o lobo dele? Nessa temporada o Vento Cinzento não apareceu nenhuma vez, enquanto Fantasma, Cão Felpudo e Verão já pelo menos mostraram o focinho duas vezes na série. Será que Robb esqueceu que é um lobo? Ou será que o lobo percebeu que as cagadas só estão crescendo e decidiu salvar a pelagem? Eu aposto na última opção. 

Bran está entregando histórias tão fracas quanto Arya, o cuidado para os mais novos da casa Stark tem sido meio relaxado. Arya ainda se valoriza, pois está ao lado de um elenco de apoio com história própria, já o Bran, tadinho, nada lá é interessante. Meera e Jojen não fazem e não falam nada que já não saibamos. Osha então, só reclama e briga com uma menina como se ela não fosse uma selvagem, vinda do outro lado da muralha, uma mulher. Essas cenas tem sido tão angústiantes quanto as cenas do Theon. Theon está sendo torturado, o motivo? Até agora, esporte. Nada mais justifica as torturas que ele vem sofrendo além disso, pura vontade de vê-lo sofrer. 

The Climb mostra também outro tipo de escalada, a de Mindinho. O cara é sem sombra de dúvidas o personagem mais inteligente da série toda. Tudo o que ele faz tem um motivo, desde a traição a Ned Stark até o casamento de Sansa, tudo é maquinado perfeitamente. Varys é inteligente, mas só por ter informação. Mindinho é inteligente por que além de ter a informação, ele a manipula a seu bel prazer. Agora ele vai embora, para arrumar um casamento e virar Lorde de verdade. Lembram da primeira temporada? Ele era só um contador e dono de puteiro, eu chamo de o empreendedor e manipulador mais perspicaz dos sete reinos. 


3.07 - The Bear and the Maiden Fair (Chains)

A grande frase do episódio, "o que não se dobra...", quebra. Essa é a realidade. Chega de orgulho, esse momento já passou, todos os personagens precisam encontrar esse ponto na suas escolhas internas que demonstrem que pelo orgulho, nada pode ser construído. 

O único personagem que pode se dar ao luxo de ser/ter orgulho é Daenerys (a mulher de muitos títulos). É a única que vem fazendo coisas expressivas nessa temporada e demonstrado verdadeiro crescimento. Agora, em sua vontade de destruir Yunkai e libertar seus escravos, ela ganhou mais um motivo para que eu me afeiçoe a ela. Na verdade, vinte mil motivos. Khaleesi é a verdadeira rainha, não tem como negar. Enquanto muitos lutam para se segurar no trono de ferro, ela luta por algo nobre, mas ainda mantém toda aquela safadeza que permite que ela esqueça da honra e queime escravagistas e fique com o ouro de outros de presente.

Outra que luta por seus desejos de honra é Brienne, mas infelizmente, ela só se dá mal. Primeiro Renly morre ao lado dela, depois ela perde o Regicida e ele perde a mão enquanto ela está cuidando dele, depois ela é jogada em uma arena para lutar contra um urso, de vestido e com uma espada de madeira. Coitada. Se não fosse Jaime perder a mão e ganhar um coração, a mulher já estaria servindo de tapete para o urso, que ironia. O problema foi o fato de Brienne não se dobrar, por sorte, Jaime não a deixou quebrar e agora os dois vão para Porto Real. Só eu estou preocupado com o encontro de Brienne (que todos julgam ser assassina de Renly) e Loras? 

Jon e Ygritte tem se mostrado até agora um casal muito melhor do que Robb e Talissa. Uma relação é fadada ao sucesso, outra é fadada a destruição total. Me preocupa muito que Talissa tenha comunicado que está grávida, em um episódio tão sombrio quanto esse, o amor dos dois não foi suciente para tirar da minha cabeça que Robb está indo para seu fim. Bolton já o traiu, enviou Jaime embora, agora pouco resta para que o Jovem Lobo (que não anda mais com seu lobo), falhe. 

Sansa e Margaery formam um belo casal, diga-se de passagem. Uma é a imagem da santidade e inocência, a outra o total oposto. E isso é bom, já que as duas precisam se apoiar uma na outra para conseguirem triunfar em Porto Real. Sansa precisa da inteligência de Margaery e Margaery precisa de um pouco da inocência de Sansa. No momento, nenhuma das duas aparentemente está disposta a vencer sozinha. Mas no meio de tudo isso estão Tyrion e Shae, eu fiquei com dó, Tyrion podia sim ter recusado o casamento arranjado, mas ele quer o norte, quer a menina bonita e quer ser reconhecido por tudo isso. Estamos lidando com um homem que nunca teve nada e quando teve, perdeu. Sua feiura, sua monstruosidade foram impostas pelo próprio pai, e é o pai que ele tanto quer agradar, além do restante do reino. Tyrion quer amor, mas só o de Shae não é suficiente, ele precisa de mais. E para acalmar a mulher, ele dá de presente uma corrente de ouro, se ele tivesse lembrado dos chocolates, talvez tudo desse certo, errou rude Tyrion.

Thoros e Melissandre finalmente se encontraram, dois sacerdotes do mesmo deus, duas pessoas tão diferentes. Melissandre quer que Stannis seja rei, Thoros quer que a justiça chegue aqueles que merecem. Infelizmente, Gendry perde com isso, mas ganha ao mesmo tempo. Ganhou a informação de que é bastardo do rei, pena que ele já está longe demais de Arya para que os dois tenham essa informação e possam tirar esse estigma do menino ferreiro e da lady Stark. Só fica a pergunta: Será que Gendry sobrevive? Ele tem sim sangue de rei, mas o que Melissandre quer fazer com ele (além de um filho?). Se Stannis ela se preocupa em manter vivo, Gendry não goza da mesma sorte.

E para concluir, Arya, pequena Arya que agora terá que andar lado a lado com seu grande inimigo dessa temporada, Cão de Caça. Eu já disse antes, não vejo Cão de Caça como um vilão, o vejo como um homem comum e obediente, só deu azar de servir Joffrey. Mas que essa dinâmica promete, isso promete. Arya tem o sangue quente, Cão de Caça mais ainda, e nenhum dos dois está disposto a se dobrar. Quem será que quebra primeiro?

Esse episódio foi mais lento, mas bem mais desenvolvido do que os outros. Finalmente tivemos uma construção justa para o casal Jon e Ygritte. Também tivemos mais de cada um dos personagens e eu agradeço que os episódios sejam de uma hora, dez minutos fazem a diferença em uma série como GoT. 

Ps. Aprendi as putarias com a minha mãe. Tyrell, Margaery. Interpretado por Sansa.

Ps². Adeus piroca. Greyjoy, Theon.
Share:

Disqus for O Mundo das Séries

BTemplates.com

Labels

Blog Archive