Wednesday, April 17, 2013

[Reviews] Go On – 1.22: Urn-Ed Run [Series Finale]


Seguir em frente, esse é o principal objetivo!

Olá gente, chegamos a season finale de Go On, e como a série ainda não está com sua renovação confirmada vamos continuar na torcida para que isso aconteça, e que ainda esse ano Go On possa nos proporcionar uma bela segunda temporada.

Antes de fazer a análise dessa season finale vou fazer uma pequena retrospectiva dessa primeira temporada. Bem, Go On começou muito bem, e a forma diferente de fazer comédia que a série abordou, tendo como base uma grande tristeza, atiçou a curiosidade de muita gente, além é claro da presença de Matthew Perry como protagonista.

Não nego e nunca neguei que os primeiros três episódios da série me fizeram chorar, pois era o começo mesmo da superação do nosso radialista Ryan King pela perda recente de sua mulher Janie. Ele começou a ter problemas no trabalho, pois não conseguia se concentrar direito e acabou sendo mandado para um grupo de apoio, que por sinal é a melhor parte da série. Um grupo totalmente exótico e com pessoas de todos os tipos nele, como a boca suja da Anne que perdeu sua esposa, a carente da Yolanda que foi abandonada no dia do seu casamento, o calado do Chris Owen que perdeu seu irmão em um acidente, uma latina não poderia faltar e Fausta, que perdeu sua família em um acidente, foi a representante, tem também Sonia e sua obsessão por gatos, Danny que foi o corno da estória, além é claro do meu personagem preferido, o Mr. K, que até hoje ninguém sabe o motivo de ele está no grupo. Toda essa turma foi comandada por Lauren, outra louca por sinal, mas que sempre deu excelentes conselhos. Não esquecendo também do melhor amigo de King, o Steven e sua secretária Carrie, que teve alguns flertes com King.

Aconteceu muita coisa legal durante essa temporada, grandes atitudes vindas dos personagens como o caso de Danny que conseguiu se separar, Ryan e Anne se livrando de suas alianças, uma das cenas mais lindas da série, e Lauren que teve coragem de acabar com seu noivado. As cenas mais impagáveis vieram de Mr. K, como ele dando uma de Mary Poppins, que foi a melhor de todas. Foi uma série diferente, com alguns episódios bastante divertidos e muitos relacionamentos frustrados, como o de Ryan com Simone (Piper Perabo).

Sem esquecer é claro da participação de minha musa Courteney Cox que fez uma ótima participação na série que poderia até durar mais um pouquinho, mas infelizmente não deu. A participação da série foi o chamado episódio de desespero, pois a medida que a série ia passando sua audiência começou a diminuir, infelizmente, e o episódio da participação de Cox duplicou a audiência, nenhuma surpresa pois foi a primeira vez que o casal Mondler se encontrou depois do fim de Friends.

Pois bem, vamos falar da season finale. Ela foi legal, mas eu não gostei do tom de despedida, fiquei com medo, sério. Nele foi mostrado novamente problemas de Lauren em conseguir algum progresso com o grupo, e a atitude de King em finalmente jogar as cinzas de sua mulher em um lugar especial pareceu uma ótima evolução.

Acabou que não foi nada disso, e o que tinha na urna eram cinzas de massa de panqueca. Mr.K e Anne foram tentar ajudar e acabaram atrapalhando tudo, e com essa atitude King decide sair do grupo, acabando com a “estabilidade” do grupo. Apesar das cinzas de Janie serem derrubadas em um posto de gasolina, King acabou lembrando-se de um lugar especial para os dois, depois de uns flashbacks do dia de seu casamento com Janie.

E depois dessa tomada de coragem de King deu para perceber que a evolução do grupo realmente aconteceu, e que eles sem Lauren ainda iriam continuar com medo de seguir em frente com suas vidas.

Assim vou encerrando essa temporada desde já agradece a todos que me acompanharam com a série, e espero que a gente se encontre ainda esse ano. Vamos ficar na torcida por uma renovação, e muito obrigada a todos. ;***


Share:

Disqus for O Mundo das Séries

BTemplates.com

Labels

Blog Archive