Sunday, March 23, 2014

[Reviews] Nashville – 2.16 Guilt Street


Reviravoltas


Contém Spoilers!

Mais uma vez tudo acontece ao mesmo tempo e de uma certa forma desrespeitando as características de alguns personagens. Nashville às vezes peca neste quesito e após nos brindar com um último episódio excelente, deixa um pouco a desejar neste.

Não que tenha sido de todo ruim, sem emoções ou fatos surpreendentes. Na verdade, muita coisa aconteceu, mentiras reveladas, traições, discussões, entretanto todas mostradas na velocidade máxima que a série muitas vezes apresenta.

Enquanto Juliette estava em queda livre, Avery estava sempre ali a seu lado apoiando e aconselhando. O fato de estar em vertiginoso declínio, não a fez menos rica, apenas menos poderosa. Vimos aqui, um Avery incomodado com quem paga as contas e com os rumos de sua própria carreira. Ao produzir uma música com ela, seria obvio colher os frutos deste sucesso e não se incomodar de ver seu nome atrelado ao de Juliette. Jeff está longe de ser sentimental e ao propor um contrato a Avery, ele pode até ter levado em conta que isso o aproximaria de Juliette, mas não o contrataria se não apostasse em seu talento. Estes dilemas de Avery apenas serviram para apimentar a relação com Juliette e fazê-lo se estranhar com Gunnar em uma discussão patética que contrasta com a harmonia do último episódio.



Scarlett pouco apareceu e seu romance relâmpago com Liam foi destruído por Rayna que movida por um mistura de sentimentos como proteção, ciúme e posse, colocou um fim tanto no romance como na parceria de Liam com Scarlett. Independente da qualidade do material produzido demitiu Liam e demonstrou aqui possuir um péssimo tino comercial para alguém dono de seu próprio selo. Se antes Rayna brincava de ser santa, aqui ela brinca de ser Deus e Scarlett nem sonha que o fim de sua parceria foi arquitetada por sua dona. Rayna admite a fragilidade de Scarlett, no entanto ignora sua imaturidade e a força a ser a profissional que ela necessita. Luke até se dá conta dos motivos da demissão de Liam, mas ele é apenas mais um dos homens enfeitiçados pela rainha do country.

Se o possível envolvimento de Teddy e Megan era apenas suposição, tornou-se neste episódio realidade. Demorou, mas Teddy descobriu a falsa gravidez de Peggy e quem ele chamou para dividir suas mágoas? Megan. Deacon passou por inúmeras tentações, bebida, mulher e ficou ali firme e forte, tendo Megan como seu porto seguro. A descoberta da traição provavelmente o desmoronará e aquele Deacon destrutivo pode voltar com força total.

Layla que nos foi apresentada como a nova cobra de Nashville, perdeu totalmente suas características, provavelmente logo será descartada da série devido a sua inutilidade. Sem conseguir emplacar um único single, sua função é apenas o posto de namorada de Will o que não a segurará por muito tempo na trama.

Assim como no episódio anterior, zilhões de acontecimentos na vida de Juliette. Paparicada por diversas gravadoras, inclusive pela Edghill, a cantora tem a difícil tarefa de recusar excelentes propostas em prol de sua liberdade profissional. A melhor de todas as propostas vem de justamente de Jeff, entretanto para o futuro de uma relação com Avery ela rejeita o que seria o melhor para sua carreira. Mais uma vez temos aqui Juliette deixando sua carreira ser movida por interesses amorosos.

Finalizando com chave de ouro aquilo que muitos aguardavam, Juliette fazendo parte do novo selo de Rayna. Quem esperava que o convite partisse de Rayna se enganou, foi Juliette quem pediu ajuda, humilde e agradecida. Aguardemos o que virá desta parceria.
Share:

Disqus for O Mundo das Séries

BTemplates.com

Labels

Blog Archive