Thursday, January 2, 2014

[Reviews] Nashville - 2.09 I’m Tired of Pretending


..."O amor é querer ajudar alguém a ser a melhor versão de si mesmo"...

Contém Spoilers!

Este episódio de Nashville lembrou-me de alguns episódios da primeira temporada onde vários assuntos eram abordados e nenhum era tratado com a profundidade merecida. Assuntos deixados de lado foram lembrados de uma só vez e histórias que mal começaram já tiveram seu fim.

O drama Maddie e seus dois pais ganhou cores reluzentes e um pouco exageradas. Mesmo Maddie sendo uma adolescente em crise, ela não é tão bobinha a ponto de achar que ao chamar Deacon para dividir o palco com ela, em um evento idealizado e “patrocinado” por Teddy, deixaria seu pai feliz. Exagerada a reação de Teddy? Sim, foi. Pior que o exagero foi a retaliação, após levarem um puxão de orelha de Rayna, Teddy usa de seu poder para boicotar Deacon no festival. Com certeza sua atitude não o fará ganhar pontos com Maddie e deixará Deacon com mais vontade de lutar pela filha.

Lamar ressurge das cinzas solicitando prisão domiciliar (qualquer semelhança com a realidade é mera coincidência) e dessa vez nem a super Rayna foi capaz de salvá-lo. Provavelmente irão esquecê-lo por mais alguns episódios e a revelação de seu envolvimento com a morte da esposa, ainda promete se arrastar por muito tempo.

O quarteto amoroso se reencontrou e quando tudo caminhava para o tédio absoluto, Scarlett flagra Zoey e Gunnar se beijando. Em crise de identidade, mais um drama para a nova musa que não quer ser musa. Depois de um episódio no qual roubou a cena, Scarlett aparece neste completamente apagada. Altos e baixos de Nashville.

Com tanto a se falar, ainda sobrou tempo para retratar a turnê de Juliette, Will e sua versão 2.0, Layla. Senti calafrios ao ver o rumo que o novo romance de Juliette tomava, as mesmas brigas com o empresário, Charlie fazendo com que ela acreditasse estar acima de tudo e de todos, enfim foi como ver um flashback da última temporada. Entretanto, como tudo foi extremamente rápido neste episódio, com a mesma rapidez que Charlie se separou da esposa, resolveu reatar o casamento após uma conversa com Juliette.

Destaque para a queda de braço entre a pior versão da própria Juliette com sua versão piorada, Layla. Ponto final para Layla que expôs o caso de Juliette com Charlie, deixando um gancho para o próximo episódio. Após passar todo episódio mostrando saber jogar sujo, Juliette redimiu-se ao ouvir atentamente Will, repensou suas prioridades, analisou sua história com Charlie e usando as palavras de Will definiu o amor: “O amor é querer ajudar alguém a ser a melhor versão de si mesmo”. Tudo caminha para Avery pertencer a esta definição.

Este episódio deixou um pouco a desejar, ritmo alucinante não nos deixa respirar, mas também não nos permite a um envolvimento maior com o desenrolar dos fatos. Menos é mais.


Share:

Disqus for O Mundo das Séries

BTemplates.com

Labels

Blog Archive