Monday, December 16, 2013

[Reviews] The Originals - 1.08/09: The River in Reverse/ Reigning Pain in New Orleans [Mid-Season Finale]


A ascensão de Klaus.


Alerta de Spoilers!

E que maravilha, em dois episódios The Originals mostrou como foi fácil a ascensão de Klaus ao trono de Nova Orleans,  talvez a parte mais difícil será manter o poder, mas depois de tantas indas e vindas, reviravoltas e sambadas, digo com toda a segurança que essa meia temporada da série foi muito melhor que várias estreantes de peso nessa fall season.

Ainda existem muitos defeitos em TO, coisas que poderiam não fazer parte da trama e que estão lá, ocupando espaço e sem muito desenvolvimento, como o drama ao redor da Cami, que até agora não fez nada, não significou nada e só conseguiu ser a personagem mais irritante em uma estreia até agora. 

Gostei muito da forma com que The River in Reverse começou, com a ideia de que Rebekah tinha mesmo traído o irmão junto com Marcel e que isso tinha significado a ruína do hibrido original. Por sorte, a série soube se manter e conseguiu deixar o mistério em aberto para depois nos mostrar que nada do que esperávamos aconteceu e que tudo foi mesmo parte do plano do casal recalque. Óbvio que no fim, Rebekah ia acabar sendo jogada de lado por Marcel, que preferiu escolher ficar ao lado de Klaus do que com ela.

Olha, já disse que isso estava cansativo e até previ que iria acontecer mais cedo o mais tarde. Ninguém até agora conseguiu fazer com que Rebekah mudasse as suas atitudes. Tudo o que ela faz, pensa ou sente é em detrimento de algum homem da série. Quer esse seja um de seus irmãos ou um romance. Lá estava ela mais uma vez sendo jogada de lado pelo cara que amava/ama, só por que ele preferiu ficar com o irmão dela. Gente, se isso não é torta de climão suficiente para ela desistir da vida, eu não sei o que é. Ser trocada pelo irmão deve ser um tapa muito forte no ego. O que será que irão fazer para justificar a permanência dela na cidade? É, por que antes disso, enrolaram ela com Marcel, agora não sei bem o que pensar.

Mas essa chegada do Klaus ao poder foi muito boa, o episódio em si não chegou a ser tão interessante, tanto que eu até cogitei pausar e terminar de assistir depois, de tão tedioso. Mas valeu a pena ir até ao fim, a cena com o Klaus mostrando o motivo pelo qual ele é fodão, foi ótima. 

Agora, se eu precisar de dez parágrafos para dizer o quanto a Cami me estressa, eu acho que não serão suficientes. Não estou acreditando ainda que o cliff hanger da mid season finale da série é Davina devolvendo a memória a mulher. Tantas coisas boas acontecendo, os ancestrais de Klaus do seu lado lobo aparecendo em Nova Orleans e a série fecha o episódio com aquilo? Mais anti-clímax impossível.

Tudo bem, foi um episódio bem melhor que seu antecessor, mas não chegou a ser essa explosão de cabeças que nós esperávamos. Uma pena, já que não ficou aquele sentimento de "MEU DEUS QUANDO VOLTA?", foi só um "Ok". A série tinha potencial para mais. Por outro lado, fico até aliviado que não foram longe para criar uma expectativa. The Vampire Diaries e The Originals tem a mania de nos enfiar goela abaixo desfechos só para gerar burburinho, coisas que acabam solucionadas nos primeiros minutos do episódio seguinte ou que se perdem em meio a uma maré de outros acontecimentos. Se é para fazer um cliff hanger, que seja bem feito, embasado e que terá algo a acrescentar. 

Por isso, ver como Klaus se saia como o rei de NO pela primeira vez foi muito interessante. Ao mesmo tempo, acompanhávamos todo o desprezo que Marcel sentia pelo seu criador a ser forçado a acompanhá-lo por essa cruzada maluca de conquista. 

O que fica claro para nós é que Klaus é um ótimo tirano e um péssimo líder. Ele se preocupa com ele mesmo, sua família (em partes) e mais ninguém. Para ser um líder ele vai precisar de muito mais do que isso. Logo, foi muito sagaz chamar Marcel para fazer parte desse reino. E perdoem a piada, mas Klaus já escolheu sua rainha e ela não é Cami, é Marcel.

Resumindo, essa foi uma dupla de ótimos episódios para a série e conseguiu concluir essa primeira parte da série com primor. Davina se mudando para a capital do "reino" e os irmãos originais indo para outro casebre. Tudo marcando o final dessa primeira era de The Originals. Agora, nos vemos ano que vem, quando a série vai retornar para tentar manter o ritmo desses nove episódios, tudo isso com uma missão bem objetiva, não nos decepcionar.

Ps. Que barriga mais falsa e feia essa da Hayley.

Ps². Alguém me explica a capa que a loba estava usando na floresta? Qual o sentido daquilo?

Ps³. Quero mais Josh, mais Davina e mais Hayley. 


Share:

Disqus for O Mundo das Séries

BTemplates.com

Labels

Blog Archive