Saturday, November 2, 2013

[Reviews] The Tomorrow People - 1.03: Girl, Interrupted


Se procurar na mente das pessoas, verá que todos têm uma história triste.” – Cara


Contém Spoilers

Estou contente por ter dado uma chance para TTP e por não ter desistido da série, mesmo com o piloto recheado de clichês. Sem dúvidas, TTP é uma das melhores surpresas dessa fall. O terceiro episódio foi excelente, conseguindo me prender e me deixando ansiosa durante os quarenta minutos de sua exibição. Achei extremamente interessante explorarem o passado de uma das personagens principais e espero que façam isso mais vezes.

Os Seres do Amanhã já haviam demonstrado ter uma certa repulsa pelos humanos. A princípio, pensei que esse sentimento estava relacionado ao confronto entre as espécies, o que seria algo bem comum. Porém, em Girl, Interrupted vimos que os motivos são muito maiores do que um simples antipatia.

O grande acerto do episódio foi não ter usado a fórmula do caso da semana. Não considero a história da Emily como um, porque acho que a adição da garota foi muito mais para traçar um paralelo com a história de Cara do que qualquer outra coisa. Através de flashbacks, descobrimos o porquê de Cara detestar os humanos.

Há exatos cinco anos, Cara passou pelo evento mais traumático de sua vida, o que mudou todo o seu rumo. Ela estava numa festa, saiu com um garoto de lá, e esse mesmo garoto tentou estuprá-la. Foi tentando se proteger que Cara desenvolveu e descobriu os seus poderes. Inconscientemente, querendo apenas se defender, ele acabou matando o garoto.

Aliás, abrindo um rápido parêntese, ainda não consegui entender esse negócio dos Seres do Amanhã não serem capazes de matar. O que os impede de cometer tal ato? A telepata do mal da Ultra conseguiu atirar no Stephen porque sabia que só haviam balas de festim na arma, mas, e se alguém tivesse trocado essas balas? Ela acertaria e consequentemente, mataria o rapaz. O que aconteceria então? Ela sentiria uma fortíssima dor de cabeça, e desmaiaria como a Cara desmaiou quando matou o guri estuprador? Ainda assim, o que existe na genética dos Seres do Amanhã que impede-os de serem assassinos? É algo que estou curiosa para saber.

Voltando a Cara, após ter sofrido a tentativa de estupro, ela ainda vai parar na cadeia. Só que, de lá, ela consegue se teletransportar para sua casa. Desesperada por proteção, carinho e compreensão, Cara encontra absolutamente o contrário disso. Seu pai não aceita sua volta, alegando que seria perigoso para ela e dizendo que o melhor a fazer seria sumir. Sério, que tipo de pai é esse? Ele poderia estar assustado com o ocorrido, mas era a filha dele. Estava certo ao dizer que era perigoso ela ficar em casa, mas que arranjasse um esconderijo para ela, que a visitasse nem que fosse uma vez ao mês. Ainda tivemos a cena onde a irmãzinha de Cara a vê indo embora, cena essa que trouxe uma considerável carga emocional. Por causa da estupidez de um humano, Cara foi obrigada a crescer precocemente, e teve que aprender a se virar sozinha. Portanto, é compreensível sua raiva.

Outra coisa interessante foi a forma como Stephen conseguiu escapar do momento em que deveria retirar os poderes de Cara. Não cogitaria tão cedo a hipótese de ele ter conseguido novamente parar o tempo. Foi uma artimanha muito bem trabalhada e explorada. Como disse a telepata da Ultra, Stephen seria capaz de parar o tempo quando estivesse absurdamente assustado, e, naquele momento, ele estava bem assustado. Espero ele seja capaz de aprimorar isso para que consiga parar o tempo quando bem entender.

Queria saber o porquê do Jedikiah continuar aliviando as coisas pro lado do Stephen. Digo, soubemos no episódio anterior que ele quer saber a localização do QG dos Seres do Amanhã, mas vale a pena arriscar sua organização por isso? Espero que exista mais alguma história por trás dessa bondade que ele anda tendo. E o Stephen precisa urgentemente parar de procurar encrenca. Não faz nem um mês que ele trabalha na Ultra e já é a segunda vez que ele quase consegue estragar tudo. Você é um infiltrado, está certo, mas seja um infiltrado com competência.

E o que falar da piranha louca da Astrid? De repente ela aparece nos trilhos, vê que Emily desistiu do suicídio e também vê o Stephen se teletransportando. Pior, ela vai cobrar explicações e fica brava, alegando que se o Stephen não contar a verdade, ela descobrirá por conta própria. FILHA, ELE TE CONTOU LÁ NO PILOTO E VOCÊ O CHAMOU DE LOUCO. Quer o quê agora? Já estou vendo que Astrid será a personagem onde canalizaremos todo o nosso ódio.

PS: Outra coisa que não entendi bem foi, se a Cara era surda e muda, como que com o descobrimento de seus poderes ela consegue ouvir e falar? Porque pelo que sei, as pessoas surdas não conseguem falar justamente por não conseguirem ouvir e consequentemente não saberem como reproduzir as falas. Cara estava fingindo que era surda? Ou o descobrimento de seus poderes foi algo que afetou sua genética naquele momento? Bem insano, eu sei. É algo que fiquei curiosa para saber, mas não sei se a série voltará a explorar isso lá na frente.


E aí, o que vocês acharam desse episódio?
Share:

Disqus for O Mundo das Séries

BTemplates.com

Labels

Blog Archive