Sunday, November 17, 2013

[Reviews] Once Upon a Time - 3.07: Dark Hollow


Nunca pensei que eu sentiria tanta falta de Storybrooke.


Alerta de Spoilers!

Eu nunca imaginei que estaria aqui hoje, dizendo que um episódio em Storybrooke e com Belle e Ariel, foi melhor que muita coisa que aconteceu com os personagens principais, Emma, Snow e Charming. Isso só mostra o quanto a série está derrapando em sua qualidade e o tanto que ainda precisa melhorar sua terceira temporada se quiser, pelo menos, chegar perto da qualidade monstra que teve a primeira. Isso em termos de história, efeitos sempre serão a sopa de limão de OUAT.



Até mesmo a aparição dos irmãos de Wendy foi uma boa e agradável surpresa. Fiquei me perguntando durante um tempo o que teria acontecido com eles e nesse episódio ao ver Wendy lá, ainda criança e sendo usada por Peter Pan, a resposta veio da melhor forma possível. Finalmente uma criança em Storybrooke para dividir momentos com Henry, coitado, esse menino (prevejo) ainda vai sofrer muito nessa temporada. 

E pelo menos dessa vez não teve batuque na floresta e os meninos perdidos estavam mais contidos e menos chapados de qualquer que seja a substância ilícita que Peter coloca no cantil de água dessas crianças. 

Não é novidade para ninguém, mas essa é a temporada do Hook. O capitão gancho está roubando as cenas, sempre. Nada do que Neal fala, faz ou pretende tem qualquer tipo de importância para mim enquanto o Gancho estiver lá, fazendo aquela carinha de sofrido, ou "secretamente" passando informações de seu beijo com Emma (sem sal). Sim, eu chamei Emma de sem sal, pois é isso que ela se tornou, uma protagonista sem graça que nem quando faz magia, convence. 

Por falar em magia, talvez seja isso que faça com que Neal acabe afastando Emma de si e a jogando nos braços de Hook. Essa aproximação que Emma anda tendo com a magia pode fazer com que Neal fique com um pé atrás com a moça. E tudo isso só irá provar de uma vez por todas o quão idiota esse cara realmente é. Desculpa, mas esse ódio da magia é totalmente infantil. Entendo que o pai dele tenha se perdido para a magia, mas a falha de caráter já estava lá em Rumpels, mesmo antes dele se tornar o Dark One. O cara era um covarde, ressentido e com desejo de vingança, a magia apenas potencializou isso, a podridão de sua pele era a podridão de suas ações e pensamentos externalizados. Simples assim. Mas Neal não entende e acabará ficando sozinho, o que eu torço para que aconteça. 

Belle não precisa ser uma heroína, mas quer. Tudo o que ela pensa e a motiva é isso, tentar ser alguém que ela não precisa ser. Desde o episódio The Outsider da segunda temporada (época em que a série ainda estava boa), não vemos esse lado de Belle. Mas não podemos dizer que é algo novo, pois já estava lá com ela desde o começo, essa é a natureza da "princesa". E esse sempre foi um trabalho que OUAT fez com primor desde o princípio, pegar a personalidade dessas figurinhas Disney e as imprimir na série, tirando Snow, que foi uma princesa bem mais ou menos no desenho, só limpava a casa e dormia (risos). 

E o que dizer de Snow e Charming, que mesmo com o neto desaparecido e a filha caminhando para um lugar chamado vazio escuro, ainda encontram tempo para agir como duas crianças? Gente, qual a necessidade disso? Não vejo por que fazer desse casal um tédio só, mas é isso que vem acontecendo episódio após episódio. Charming e Snow estão se tornando duas crianças chatas que não conseguem evoluir na forma de pensarem. 

Meu veredito para esse episódio é mediano, assim como essa temporada tem sido. Bem fraca, verdade, mas ainda está melhor do que o começo da terceira temporada. Ariel mais uma vez nos salvou e provou que sua inocência e delicadeza são capazes de transformar Storybrooke e Belle em coisas suportáveis, e indo além, boas. 




Share:

Disqus for O Mundo das Séries

BTemplates.com

Labels

Blog Archive