Saturday, October 12, 2013

[Reviews] The Vampire Diaries - 5.02: True Lies


Katherine! Esse é o nome do grande destaque até aqui.

Contém Spoilers

Como é bom ver The Vampire Diaries se ajeitando aos poucos. Sei que muita gente continua não tendo esperanças, mas TVD vai mostrando que pode sim voltar a ser aquela velha TVD com a qual nos acostumamos e de qual gostávamos. O ritmo desse episódio foi excelente e já tivemos uma demonstração do caminho que a série seguirá nessa quinta temporada.

Eu não posso começar essa review falando de outra pessoa que não seja Katherine Pierce. Olha, que show de atuação Nina Dobrev está nos proporcionando dando vida a querida ex-Vampiranha (e até com Eleninha). Como é delicioso ver que Kath não perdeu sua essência e que seu nível de cretinice não diminuiu mesmo ela sendo humana outra vez.

Gostei bastante do desenvolvimento da “parceria” do Jeremy e Matt com Katherine. Qual dos três conseguiu parar Silas? Matt, o demonizado? Jeremy, o caçador que malha vinte quatro horas por dia? Ou Katherine, a humana? Pois é, quem conseguiu oferecer um soninho rápido ao Silas foi Katherine, que aprendeu a usar uma arma em questão de segundos. Vocês estão vendo como ela é uma personagem diferenciada? Menino Matt nem quando (aparentemente) ganha um plot, consegue se destacar. Kath não, Kath é atenção seja vampira, seja humana (ok, ela definitivamente não está gostando muito dessa atenção, com Mystic Falls inteira a sua caça).

Eu só espero que não humanizem muito a personagem. Tudo bem, ajudar uma vez ou outra até que vai, não tem problema, mas que isso não vire rotina. Katherine é cretina e pronto acabou, e nós gostamos dela justamente por isso. Fico preocupada com esse tipo de coisa pelo que vejo que estão fazendo com Damon, que agora virou babá de menino Jeremy (achei bonitinho a princípio, mas convenhamos, Jer é bem capaz de se virar sozinho com aquele tamanho de braço). O Damon é sim sentimental, mas a exploração desse lado do personagem ocorreu sempre de forma muito sutil. E meu desejo é que continue assim.

Enquanto os moradores de Mystic Falls continuam a dar boas vindas ao Silas, Caroline e Eleninha estão na faculdade se divertido na aula de microbiologia. Isso é TVD deturpando o conceito de diversão. Confesso que já estou começando a gostar novamente da Car. Ela foi bem mais legal nesse episódio, já que não chorou pelo Tyler. Percebam que Caroline sem Tyler e sem Stefan é exatamente a Caroline da qual gostamos. Mas, principalmente a Caroline sem o Stefan. Tudo que me vem a mente quando eu penso nesses dois juntos, são os diálogos chatíssimos sobre amor épico.
Desculpem-me, mas eu quero passar longe disso.

Falando no Stefan, o moço finalmente se livrou do loop morrer e voltar a vida. Porém, nem tudo são flores. Tefinho passou o verão se afogando num lago, obviamente deve estar morrendo (com o perdão da brincadeira) de fome. Mas, acontece que, ele foi trancado no cofre como Stefan e saiu como Stefan, o estripador. Sim. Ou vocês acham que Tefinho, que em temporadas passadas era “vegetariano”, seria capaz de cometer tamanha atrocidade com o moço avulso que foi encontrado dentro do cofre? De jeito nenhum! E aqui vem meu único receio, usarem de novo o plot do ripper. Acho que já deu esse negócio de liga/desliga humanidade. Não vejo como os roteiristas possam aproveitar isso sem nos transmitir a sensação de que “Epa, já vi isso antes.” É um tanto quanto arriscado apostar nisso outra vez. Mas, visto que nessa temporada, TVD está cheio das surpresas (tudo depois da 4ª é uma surpresa, eu sei) vou esperar para ver no que isso vai dar.

Outro ponto bacana foi a série ter mostrado como funciona o outro lado quando alguém morre usando o anel protetor contra mortes sobrenaturais. Embora eu ache que só tenham feito isso para Bonnie poder abraçar e falar com alguém que não seja menino Jeremy. Se é pra deixar algum fantasma perambulando por TVD, que seja o de Alaric e da Lexi. Pelo menos eles são queridos e não são irritantes como a Bonnie.

O roteiro ainda nos apresentou novos personagens e, consequentemente, novas tramas a serem elaboradas. Quem são os viajantes? O que Nadia (a que demonizou menino Matt) quer? Visto que ela matou o viajante avulso, e ela não se considera uma viajante, qual é o objetivo da moça? Existem outros viajantes? Só vamos saber do potencial desse plot quando TVD o explorar mais a fundo. O desejo geral é de que seja algo excelente.

Observações finais:

- Vocês já perceberam que em TVD nós gostamos mais dos vilões? Damon, Katherine, os vampiros Originais...

- Inevitável ver a Kath sendo perseguida e não lembrar de Eleninha. Elena era perseguida porque seu sangue era o único capaz de criar os híbridos de Klaus. Será que como tomou a cura, Kath pode vir a ser uma fonte da cura?

- Katherine não perde a pose nem quase morrendo por causa de uma sinusite. Sem falar do cabelo e da aparência.

- Katherine é tão vadia que conseguiu atirar em um ser imortal.

- Julie Plec pegou a nossa amada série, colocou dentro de um cofre, encheu com as idiotices que ela julgava serem boas para TVD, depois trancou e jogou num lago. E assim nós ficamos, durante uma temporada inteira. Caroline Dries chegou, nos salvou do afogamento e deu oxigênio novo para TVD. Se ela conseguir evitar os triângulos amorosos, conseguir recuperar a Car e de quebra, construir uma ótima trama pra essa temporada, vamos exigir que construam uma estátua dela em Mystic Falls.

“Você parece a Elena Gilbert”
“Na verdade, sou mais bonita” – Katherine, RAINHA.

“Sou a maldita selenita” - Como não amar Katherine?

“Talvez eu saia porque preciso urinar. No banheiro. Como uma dama”. PIERCE, Katherine

“O que eu não entendo é porque ela gosta de você.”
“É porque você nunca dormiu comigo.” – Damon sendo Damon <3

“Sou um caçador e estou em forma.” – Ah, menino Jeremy, nós sabemos perfeitamente disso!


E ai, o que vocês acharam desse episódio? Não deixem de comentar!
Share:

Disqus for O Mundo das Séries

BTemplates.com

Labels

Blog Archive