Tuesday, October 29, 2013

[Reviews] Pretty Little Liars - 4.13: Grave New World


Festival de bizarrices!
Contém Spoilers

Os especiais de halloween são conhecidos por renderem ótimos episódios, darem uma movimentada na trama, serem macabros e por adotarem um ritmo alucinante durante os quarenta minutos de exibição. Com tantas qualidades boas, a espera por eles é grande, e, no final, a surpresa é sempre positiva. Infelizmente, Grave New World é exceção à regra. Tudo bem que o episódio serviu como uma espécie de introdução a Ravenswood, mas, mesmo assim, tudo foi muito sem sentido. No final, só valeu mesmo pela aparição da morta mais viva de Rosewood, que, aliás, nem foi tão surpresa assim, visto que a série já dava indícios de que Ali estava viva.

Nós sabemos que nossas meninas não são lá um poço de inteligência (Spencer, você está salva dessa), mas o roteiro força absurdos para as liars serem tachadas como pessoas estúpidas. Elas conseguem se perder mesmo estando uma atrás da outra, ou pior, uma segurando na mão da outra. Ainda temos a cena onde Hanninha acaba dentro da casa mal-assombrada e resolve entrar numa cabine telefônica. E em situação de ameaça, o que ela faz? Ela pega o telefone para se defender, bravo! Eu não consigo imaginar uma pessoa em condições normais agindo dessa forma.

E quando a Spencer entra em luta corporal com -A (aka Ezra), derruba o moço no chão e simplesmente fica paralisada em vez de dar um pisão na barriga dele (vocês sabem, só por garantia) e tirar logo a máscara? Seria interessantíssimo se a série optasse pelo caminho em que ela consegue tirar a máscara e vê que o Ezra é -A. Eu consigo ver várias tramas se desenrolando desse fato. Mas, para isso, a série precisa sair de sua zona de conforto e começar a arriscar.

Agora, fiquei muito ofendida com a desculpa usada para Caleb ficar em Ravenswood. Em que mundo você conhece uma pessoa por no máximo vinte minutos e já disponibiliza seu namorado para ser o protetor dela? Sério, é demais até para Hanna. Foi tudo feito de uma forma tão preguiçosa que seria melhor se o Caleb encontrasse antes a lápide com seu nome e ligasse pra Hanna no episódio seguinte falando que precisaria passar mais tempo do que o previsto na bizarra Ravenswood.


Por fim, o que falar dessa deusa, rainha, musa inspiradora conhecida como Alison DiLaurentis? Essa pessoinha que todos os habitantes de Rosewood procuram há quatro anos? Essa mentirosinha que saiu do mundo dos mortos e tem a pachorra de reaparecer falando “Sentiram minha falta?” A cretinice em Pretty Little Liars não tem limites! A dúvida que fica é se Ali realmente está fugindo de alguém que quer lhe fazer mal, ou se ela é a verdadeira vadia malvada da história toda.

Observações finais:

– Em sua pequena aparição, Ali perguntou para Hanna se ela se lembrava da conversa que elas tiveram no hospital (época em que Hanninha ficou internada após ter sido atropelada por Mona). Fui rever o episódio e Ali falou, falou e não disse nada. Sou dessas que não fica frustrada sozinha, portanto, reproduzirei aqui o diálogo.

Alison: Sentiu saudades?
Hanna: Ali? Disseram que você morreu.
Ali: É, ouvi isso também. Mas aqui estou eu.
Hanna: O que aconteceu com você?
Alison: É complicado, Hanna. Muito complicado, pior que álgebra.
Hanna: O que aconteceu depois que saiu do celeiro? Todas queremos saber.
Alison: Vocês já sabem. Vocês quatro unidas. Você lembra mais daquela noite do que pensa.
Hanna: Para onde você foi? Encontrar um garoto? Noel?
Alison: Noel? Fala sério!
Hanna: Por favor, apenas conte-me a verdade!
Alison: Não fará diferença nenhuma, querida.
Hanna: Como pode dizer isso?
Alison: Porque eu sei. Acha que a verdade é uma límpida luz de boate? Vá em frente e experimente. Seja sincera. Veja o que sobra para você. Contar a verdade à pessoa errada na hora errada foi como acabei onde estou. Aprenda com meu erro, sempre estará bem melhor com uma mentira muito boa… Preciso ir!
Hanna: Aonde?
Alison: Fiquei com tanto medo que fosse morrer. Por isso voltei. Não me importei com o perigo que é, precisava te ver. Sabe, devo fazer algo em relação à -A. Aquela vaca está me irritando de verdade.

Vocês conseguem pensar em algo relevante com esse diálogo? Só consigo pensar que as meninas foram dopadas ou estavam muito bêbadas. Elas precisam urgentemente exercitar a memória. Percebam que Ali não negou que tivesse ido encontrar um garoto, apenas negou que esse garoto fosse o Noel. E chamar -A de vaca só reforça minha teoria de que tem mais gente por trás disso, ou vocês acham que ela chamaria o Ezra de vaca?

“Alguma de nós sabe trocar pneu, certo?” – Spence
“E está me olhando por que sou gay?” – FIELDS, Emily.


E aí, o que vocês acharam desse episódio? 
Share:

Disqus for O Mundo das Séries

BTemplates.com

Labels

Blog Archive