Wednesday, October 2, 2013

[Primeiras Impressões] The Crazy Ones


Uma comédia mais ou menos.

Eu queria muito ter amado The Crazy Ones, queria muito ter rido até a barriga doer ou pelo menos gargalhado um pouco. Mas não foi isso que aconteceu. Eu achei uma série boa, mas também a achei um pouco fraca.

Na realidade, The Crazy Ones é uma comédia mais ou menos. Mais ou menos engraçada, mais ou menos nova, mais ou menos divertida. Se não fosse por Sarah Michelle Gellar e Robin Willians, eu não teria nem me dado ao trabalho de terminar de assistir a esse episódio. Já que, de comédias mais ou menos, essa Fall Season já está lotada.

Com uma premissa até interessante de mostrar a vida em uma agência de publicidade, The Crazy Ones tenta pegar emprestada a carga emocional de várias outras comédias. Tem um pouco da loucura de Parks and Recreation, tem um pouco dos exageros de The Office. Mas ainda assim, não existe um click.

Falta alguma coisa na série para que ela me convença totalmente. Falta algo a mais. Era de se esperar que existisse pelo menos por parte do Robin Willians, algo engraçado. Mas as cenas que tentam passar esse humor, em que Simon e Zach estão juntos, fica mais aquele começo de riso que é rudemente cortado por algum diálogo sobre família, sobre amor ou algo do tipo.

Ou seja, esse episódio piloto fez com que a comédia morresse na praia. Sempre com cenas que prometiam muito mas a entrega não era satisfatória. Sarah Michelle Gellar cantando em uma lanchonete o jingle do Mc Donnald's era para ter sido uma cena boa, mas foi um pouco incômoda. Não foi um momento de riso, foi um momento em que eu senti vergonha pela personagem. Não é isso que esperamos de uma comédia e aposto que não foi isso que a série se propôs a fazer.

Existem pontos positivos. Claro. Mesmo que a série se limite ao mais ou menos, ainda vejo que o potencial é grande. Estamos falando de dois ícones da televisão americana. Sarah que abandonou sua carreira na televisão e depois voltou com Ringer, que apesar de trash bagaceira era legal, e Robin que passou por diversos problemas com seus vícios e retornou.

Existe de fato muita pressão sobre The Crazy Ones, talvez seja exatamente o problema com a série. A antecipação acabou cobrando muito desse piloto, que não foi lá essas coisas. Foi longe de ser ruim, ou intragável,, mas também não chegou perto de ser tudo aquilo que esperávamos.

Mesmo que ainda seja cedo para dizer, eu não vejo essa sendo o carro chefe de comédia da CBS. Nossa sorte porém, é saber que as outras não se saíram tão bem e assim e se a rede quiser manter pelo menos uma novata, The Crazy Ones pode ser a escolhida. 
Share:

Disqus for O Mundo das Séries

BTemplates.com

Labels

Blog Archive