Wednesday, September 25, 2013

[Primeiras Impressões] Mom


Seria Mom o primeiro flop de Chuck Lorre?


Talvez Mom acabe se salvando, afinal, Chuck tem o poder de fazer comédias extremamente comerciais e que acumulam boa audiência, além de premiações. Talvez o problema sejam as expectativas que foram altas, mesmo sem justificativa, já que The Big Bang Theory e Two and a Half Men não são tão boas assim para justificar todo esse hype.

Mom porém teve uma audiência bem baixa para sua estreia, se formos comparar Mike and Molly, Two and a Half Men e The Big Bang Theory. E tudo isso é bem justificavel. Quando pegamos o elenco de Mom, vemos que o apelo maior são as duas atrizes principais, mais do que a história, ou seja, espere muitos comentários ácidos e risadas enlatadas e poucas situações inéditas.

Em Mom temos a história de Christy (Anna Faris), mãe de dois e que luta contra o vício em álcool, tudo isso, graças a infância e adolescência conturbada que teve ao lado da mãe, Bonnie (Allison Janney) que também era alcoólatra e dependente química. O grande problema da vida de Christy é conseguir conviver com os erros que cometeu, a presença da mãe, os filhos e lidar com o ex. Diferente de Dads e anos luz longe dela, Mom consegue sim passar momentos de risada e é até legalzinha. Mas ainda não é uma senhora comédia. 

Os cenários são bem básicos e ao estilo do Chuck, tudo bem artificial e fechado com poucas cenas externas reais. É bem o típico sitcom. Quando faço a pergunta a respeito da possibilidade de Mom ser o primeiro flop de Chuck, eu já espero que a resposta seja não. E também acho que não seria o caso, como eu já disse, Chuck tem o poder de fazer séries que acabam acumulando audiência e quando não o faz, acaba acumulando prêmios para os atores que nela participam, isso é importante. Um belo exemplo disso é Mike e Molly, que eu acho bem fraca mas que rendeu prêmios para a Melissa McCarthy e por isso se segurou no ar. 

Mom para mim, é um braço a mais de Two and a Half Men, eu consigo claramente ver vários momentos Charlie Harper encrustados em cima de Christy e sua Mãe. É o tipo de relacionamento entre mãe e filha que representa uma prolongação do que foi a relação entre Charlie, Alan e Evelyn Harper. E imagino que eu não seja o único a ver isso. Mais do que isso, claramente Alan Harper (Jon Cryer) está lá naquele mesmo universo e vê-lo sentado no restaurante foi ótimo. Será que as séries do Chuck se passam todas no mesmo universo? Seria super legal ver Sheldon e Amy indo para o restaurante onde Christy trabalha. Ou será que eu viajei demais?

Mas mudando de assunto e voltando a Mom, uma série que seja baseada no relacionamento entre duas ex alcoólatras vai abusar e muito das piadas de humor controverso. Isso é característica base de quase todas as comédias hoje em dia. Por isso, eu digo que Mom apresentou um piloto fraco, em termos de potencial. 

Anna Faris acabou ficando uma personagem extremamente chorosa e pedante, mas Alisson no papel de Boonie conseguiu fazer um ótimo contrapeso para a chatice de Christy nesse primeiro episódio. Veja bem, Mom tem potencial e se for julgar apenas pelo piloto e pelo fato dela ter como competição The Voice, Sleepy Hollow, Dancing with the Stars e Beauty and the Beast pode ser um forte indicador para sua audiência ter descolado apenas 2.5 na demo. Apesar disso, a CBS fechou a noite em segundo lugar. 

O que podemos tirar desse primeiras impressões de Mom é que a série tem lá seu charme. As coisas são bem anormais e ver por exemplo o namorado da filha saindo do quarto da menina sem camisa e sentando a mesa é o tipo de coisa que nos faz relacionar imediatamente a série ao padrão exagerado Chuck Lorre. 

Christy está lutando para fazer da sua vida algo pelo menos remotamente normal, e em seu estado de ex viciada e com uma mãe que a deixa louca, as coisas vão atingir um nível bem baixo de auto-estima para a personagem. Personagem essa que mantém um relacionamento com o chefe, que é casado. Entretanto eu confio que as atrizes vão conseguir segurar bem essa série, que afinal, é sobre mães. 

Mom marca então a melhor comédia dessa Fall Season até agora. Mesmo com seus problemas, que fazem dela algo um pouco "mais do mesmo", não dá pra negar que é um alivio assistir Mom depois de passar por Back in the Game, Dads e Trophy Wife.


Share:

Disqus for O Mundo das Séries

BTemplates.com

Labels

Blog Archive