Friday, February 15, 2013

[Reviews] The Following - 1.04: Mad Love


"Deep into that darkness peering, long I stood there, wondering, fearing, doubting, dreaming, dreams no mortals ever dare to dream before" - Edgar Allan Poe.


A exploração mais profunda do passado de Ryan Hardy e a criação do que parece ser agora um "verdadeiro" triângulo amoroso.


Será que Joe Carroll está começando a ficar sem seguidores? Essa é uma das perguntas que me vêem à cabeça após este episódio. Sabemos que os personagens de Jacob, Paul e Emma são regulares na série, portanto, ficarão provavelmente até o final da temporada os três vivos e participando ativamente dos episódios. Até quando vai durar essa tônica de eliminar um seguidor por episódio?

A questão que aprendemos no início desta série, é que qualquer um pode ser um dos seguidores de Carroll. A influência do psicopata ex-professor é praticamente tão grande quanto um "Red John" em The Mentalist. A verdade é que vem funcionando de modo bastante interessante os episódios mostrando os acontecimentos do presente, com o "seguidor da semana", as peripécias do agora triângulo amoroso e os flashs do passado de Ryan e Joe.

As conversas de Hardy e Carroll continuam sendo um dos pontos altos da série. É impressionante o quanto cada um conhece do outro. É difícil para qualquer lado conseguir esconder algo do outro. Assim como Ryan não conseguiu esconder de Joe que ainda investigava o paradeiro de Maggie.

Maggie quer se vingar de Ryan por ter matado seu amado Rick, então sequestra Jenny para levar Ryan até seu encontro e matar ele na frente da irmã. A cena é bem tensa, mas já sabíamos que Hardy ia sair dessa junto com a irmã e que Maggie ia acabar morrendo. Uma cena bem previsível.

E quando achávamos que o trio Emma, Paul e Jacob estava enfraquecendo, a garota que é o verdadeiro cérebro do triângulo, consegue dar a volta por cima trazendo Paul para perto dela, usando do amor que sentem por Jacob. E o segredo de Jacob nunca ter matado ninguém é revelado e mostra um pouco da sua verdadeira personalidade, que já imaginávamos que realmente era: ele é apenas um jovem "perdido" no mundo tentando achar seu lugar. E vamos vendo que o filho de Carroll não é tão bobinho assim não, e vem começando a desconfiar do trio.

A história da série ainda é muito promissora. O que vem atrapalhando um pouco são esses clichês, como no caso do sequestro de Jenny e os flashbacks do passado de Ryan com Claire. Não sei se a audiência americana vai continuar entendendo a série como eu. Muita gente vem começando a reclamar desse ritmo estranho e ainda estranhando uma série do tipo na TV aberta. Como a audiência americana é imprevisível e as emissoras são ainda mais imprevisíveis, não sei do futuro da série. Acredito no potencial da mesma e ela vem com uma audiência boa. Vamos torcer para que tudo dê certo e a série continue no caminho.



facebook.com/alexim91
Google+
YouTube
Linkedin
Share:

Disqus for O Mundo das Séries

BTemplates.com

Labels

Blog Archive